quinta-feira, 19 de abril de 2018

Palpites da Loteca - Concurso 796


Amigos e amigas, seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 796 da Loteca. Nos parênteses ao lado de cada jogo, há três porcentuais: o primeiro refere-se às apostas na vitória do time mandante, o segundo refere-se às apostas no empate, e o terceiro refere-se às apostas na vitória do time visitante:
1) Fluminense x Cruzeiro (40% 35% 25%)
2) Ceará x São Paulo (40% 25% 35%)
3) Atlético Mineiro x Vitória (85% 10% 5%)
4) CRB x Vila Nova (50% 30% 20%)
5) Guarani x Sampaio Corrêa (65% 20% 15%)
6) Goiás x Figueirense (50% 25% 25%)
7) Grêmio x Atlético Paranaense  (65% 20% 15%)
8) Palmeiras x Internacional (75% 15% 10%)
9) Bahia x Santos (35% 30% 35%)
10) Flamengo x América MG (80% 10% 10%)
11) Criciúma x Ponte Preta (55% 25% 20%)
12) Avaí x Brasil de Pelotas (70% 20% 10%)
13) Paraná x Corinthians (15% 20% 65%)
14) Chapecoense x Vasco (45% 25% 30%)

Os porcentuais são a base do método que explico no e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

As apostas neste concurso 796 da Loteca podem ser registradas até as 19:00 de Brasília da sexta-feira 20, em qualquer casa lotérica do território brasileiro. A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos é de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa em seu site, na tarde da segunda-feira 23.

Vocês concordam com os favoritos mostrados nos porcentuais? Discordam deles? Qual será a grande zebra do concurso 796? Qual é a aposta ideal para abocanhar o prêmio deste concurso da Loteca? Será um prazer receber os seus comentários abaixo!

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Efemérides tricolores - 18 de abril


1926: em partida válida pelo Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 6 a 2 do São Cristóvão, graças aos gols de Nilo (três), Coelho (dois) e Alfredinho. Apesar do grande revés, o São Cristóvão faria uma campanha espetacular, e terminaria conquistando aquele Campeonato Carioca, o único de sua história.

1943: em jogo válido pelo Torneio Municipal, no campo do Flamengo, na Gávea, o Fluminense venceu o Bangu por 6 a 1, graças aos gols de Maracaí (dois), Anito, Pedro Amorim (dois) e Norival.

1950: na sequência da excursão pela América do Sul, o Fluminense venceu a Seleção de Arequipa por 5 a 3, no Estádio Nacional do Peru, em Lima. Os gols tricolores foram de Cento-e-Nove (dois), Silas e Carlyle (dois).

1954: em jogo pelo Torneio Quadrangular do Rio de Janeiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Internacional de Porto Alegre. Telê e Waldo marcaram os gols da vitória tricolor.

1959: em jogo válido pelo Torneio Rio-São Paulo, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o poderoso Santos de Pelé, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Os gols da partida saíram no segundo tempo: Pepe abriu o placar para o Santos, e Paulinho Omena marcou o gol do empate para o Fluminense. O Santos terminaria campeão da competição. Naquele ano, o Fluminense teria sua glória no Campeonato Carioca.

1964: o bom filho à casa torna: exatos vinte anos após o término de sua vitoriosa jornada como atleta do Fluminense, o ídolo tricolor Tim voltou a Laranjeiras, para assumir o comando técnico do time tricolor, em substituição ao paraguaio Fleitas Solich. Seria o início de mais uma vitoriosa passagem de Elba de Pádua Lima pelo Fluminense: conhecido como um estrategista, ele dirigiria o Fluminense durante os três anos seguintes, e comandaria as conquistas do Campeonato Carioca de 1964 e da Taça Guanabara de 1966.
Tim e suas paixões: o Fluminense e a bola
(foto: Revista do Esporte).

1971: em jogo válido pelo primeiro turno do Campeonato Carioca, diante de 123.229 presentes (99.991 pagantes) no Maracanã, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Botafogo, devido a um gol de Paulo Cezar Caju, cobrando pênalti inventado pelo árbitro Carlos Costa. Botafogo e Fluminense disputariam aquele título ponto a ponto, até a partida final do Campeonato, na qual os alvinegros teriam a vantagem do empate, graças a esta vitória no apito. Curiosamente, o Fluminense se sagraria campeão devolvendo a vitória por 1 a 0, com um gol polêmico nos minutos finais (vide 27 de junho).
"Botafogo venceu o Flu com pênalti de presente; juiz decidiu o jogo: 1 a 0"
(reprodução do Jornal dos Sports do dia seguinte ao assalto).

1976: na sequência do primeiro turno do Campeonato Carioca, no Estádio Godofredo Cruz, em Campos, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Americano, com dois gols de Gil. Com seis vitórias, um empate e uma derrota, a Máquina Tricolor iniciava a campanha que terminaria com a conquista do bicampeonato do Rio de Janeiro, em decisão contra o Vasco (vide 3 de outubro).

1979: em partida válida pelo Campeonato Carioca, disputada no Estádio Raulino de Oliveira, o Fluminense venceu o Volta Redonda por 2 a 1, com dois gols de Luiz Fumanchu.

1984: em jogo da quarta rodada da terceira fase do Campeonato Brasileiro, em São Januário, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Operário de Campo Grande, graças a dois gols de Assis, o primeiro de cabeça, o segundo de voleio. Carlos Castilho, ídolo do Fluminense e treinador do Operário, foi aplaudido pela torcida tricolor. Com três vitórias e um empate, o Fluminense liderava sua chave, seguindo rumo à conquista do segundo Campeonato Brasileiro de sua história (vide 24 e 27 de maio).

1987: em jogo válido pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Carioca, o Fluminense derrotou o Botafogo por 2 a 1, de virada, diante de 55.443 presentes (46.013 pagantes) no Maracanã, com dois gols do centroavante Washington.

1990: em partida válida pelo Campeonato Carioca, no Estádio Niélsen Louzada, em Mesquita, o Fluminense ganhou por 3 a 0 do Nova Cidade, gols dos atacantes Sílvio (dois) e Rinaldo.

1993: em seu primeiro jogo no segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 5 a 0 do Olaria, no Estádio de Laranjeiras, gols todos marcados no segundo tempo, por Ézio (três), Wagner e Julinho (que fazia aniversário e cantou parabéns para si mesmo na comemoração).

2001: na partida de volta da segunda fase da Copa do Brasil, o Fluminense obteve uma classificação dramática, ao vencer o Juventude de Primavera do Leste por 3 a 0, após ter perdido o jogo de ida por 4 a 1, uma semana antes, em Cuiabá. Os gols da vitória tricolor foram anotados por Ramon Menezes (aos 29 do primeiro tempo), Agnaldo (aos 39 da etapa final) e Magno Alves (nos acréscimos). O Fluminense obteve a vaga no critério dos gols fora de casa.

2012: na última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Arsenal de Sarandí, no Estádio Julio Grondona, em Sarandí. Os gols da vitória tricolor foram de Carlinhos e Rafael Moura (este aos 47 do segundo tempo). O Tricolor, que já estava classificado, garantiu o primeiro lugar geral da fase de grupos, com cinco vitórias e uma derrota. Nas oitavas-de-final, o Fluminense enfrentaria o Internacional de Porto Alegre (vide 25 de abril e 10 de maio).

2013: em jogo válido pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, em São Januário, o Fluminense venceu o Caracas por 1 a 0, gol de Rafael Sobis. Com o resultado, o Tricolor terminou sua chave em primeiro lugar, com três vitórias, dois empates e uma derrota. Nas oitavas-de-final, o Fluminense enfrentaria o Emelec, do Equador (vide 2 e 8 de maio).

****

Aniversariantes do dia:

Júlio César Fernandes Granja, o Julinho (1969), meio-campista com 19 gols em 129 jogos no time profissional do Fluminense, entre as temporadas de 1990 e 1993. Participou das campanhas do vice-campeonato da Copa do Brasil de 1992 e da conquista da Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca) de 1993.

Danrlei de Deus Hinterholz, o Danrlei (1973), goleiro gaúcho, natural de Crissiumal, com curta passagem pelo Fluminense, na temporada de 2004. Grande ídolo da torcida do Grêmio, Danrlei defendeu a meta tricolor em apenas três partidas.
Danrlei treinando em Laranjeiras.

Ciro Henrique Alves Ferreira e Silva, o Ciro (1989), atacante pernambucano, natural de Salgueiro, com 14 atuações pelo Fluminense, na temporada de 2011. Marcou dois gols com a camisa tricolor, ambos na vitória de 3 a 1 sobre o Atlético Paranaense (vide 30 de junho).
Ciro comemora gol contra o Atlético Paranaense, no Brasileirão de 2011
(foto: Photocamera).

PCFilho

Cartola FC - grupos de Whatsapp



Atendendo a pedidos dos leitores do Jornalheiros, publico este post para facilitar a criação de grupos de Whatsapp para discussões sobre o Cartola FC.

Sintam-se à vontade para publicar os números e/ou links de seus grupos, nos comentários abaixo. Os conteúdos desses grupos não são responsabilidade do blog, que é somente uma plataforma para a divulgação dos mesmos.

Se você desejar remover algum número de telefone publicado nesta página, entre em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com.

As minhas tradicionais dicas do Cartola FC seguirão sendo publicadas regularmente, aqui no blog, a cada rodada do Campeonato Brasileiro. Para conferir as dicas mais recentes, clique aqui.

PCFilho

terça-feira, 17 de abril de 2018

Cartola FC - Dicas da 2ª rodada - 2018

Foto: o camisa 2 é Cafu, campeão das Copas do Mundo de 1994 e 2002.
O capitão do penta é o atleta com mais jogos na história da Seleção Brasileira.

Amigos e amigas, no sábado 21, no domingo 22 e na segunda-feira 23 de abril, teremos a segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2018, com os seguintes dez jogos, todos valendo para o Cartola FC:
21/04/2018 - Bahia x Santos - Fonte Nova (Salvador)
21/04/2018 - Flamengo x América MG - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/04/2018 - Paraná x Corinthians - Durival Britto (Curitiba)
22/04/2018 - Atlético Mineiro x Vitória - Independência (Belo Horizonte)
22/04/2018 - Chapecoense x Vasco - Arena Condá (Chapecó)
22/04/2018 - Fluminense x Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/04/2018 - Ceará x São Paulo - Castelão (Fortaleza)
22/04/2018 - Palmeiras x Internacional - Pacaembu (São Paulo)
22/04/2018 - Grêmio x Atlético Paranaense - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
23/04/2018 - Sport Recife x Botafogo - Ilha do Retiro (Recife)

Na primeira rodada, com o time sugerido aqui, o PC Football Club totalizou 83,55 pontos, e valorizou o patrimônio para C$ 129,26. Na nossa Liga Jornalheiros, que já tem 237 participantes, o PC Football Club está em 81º lugar. Os 10 maiores pontuadores da Liga na 1ª rodada foram os seguintes:
1º. Meia Boca de Mirassol FC (Guilherme Pereira), 122,05 pts;
2º. S.C NONE (Ivanildo Leite), 119,35 pts;
3º. Tocapirão FC (Dan souza), 118,67 pts;
4º. Cruzeiro Soccer - O Cabuloso (Aécio Rocha), 117,95 pts;
5º. Invencíveis da Colina (Renatite), 113,47 pts;
6º. PC Vieira FC (Pedro Vieira), 111,65 pts;
7º. Torino17 FC (Rosevaldo Zimermann), 109,06 pts;
8º. My Son Lucas (Wesley), 107,65 pts;
9º. Greenwich FCA (Roberto), 106,85 pts;
10º. NICKJINHA FC (MONICK), 106,05 pts.

Para entender o critério de valorização dos atletas nesta 2ª rodada, recomendo a leitura das dicas para ganhar cartoletas.

Segue abaixo a minha sugestão de escalação para esta 2ª rodada, no esquema tático 4-3-3:
- Goleiro: Sidão (São Paulo, C$ 10,82);
- Laterais: Ayrton Lucas (Fluminense, C$ 7,78) e Léo Moura (Grêmio, C$ 9,78);
- Zagueiros: Lucas Veríssimo (Santos, C$ 9,30) e Igor Rabello (Botafogo, C$ 13,92);
- Meias: Otero (Atlético Mineiro, C$ 14,81), Wagner (Vasco, C$ 13,50) e Sornoza (Fluminense, C$ 8,40, capitão);
- Atacantes: Luan (Atlético Mineiro, C$ 13,16), Everton (Grêmio, C$ 11,71) e Pedro (Fluminense, C$ 8,27);
- Técnico: Thiago Larghi (Atlético Mineiro, C$ 6,30).

O time sugerido acima custa ao todo C$ 127,75, e tem a seguinte distribuição por clubes: Fluminense (3), Atlético Mineiro (3), Grêmio (2), Santos (1), São Paulo (1), Botafogo (1) e Vasco (1). Naturalmente, minha escalação poderá ser modificada até o dia do fechamento do mercado, já que as escalações prováveis dos times deverão sofrer alterações ao longo dos próximos dias. Relatarei todas as mudanças aqui no blog, como sempre.

E vocês, amigos e amigas? Como escalarão os seus preciosos times para esta 2ª rodada do Cartola FC 2018? Têm alguma sugestão para o blog esse ano? O Jornalheiros é um espaço democrático: os comentários de todos são bem-vindos, lembrando sempre: respeito em primeiro lugar! Sigam as regras do blog, grafem os nomes dos clubes da maneira correta, e tratem bem todos os que interagirem aqui. Boa sorte a todos, e obrigado pelo prestígio ao Jornalheiros!

PCFilho

PS: para os que também curtem a Loteca, estou escrevendo o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com. Ainda há tempo de adquirir o e-book com desconto.

Efemérides tricolores - 17 de abril


1904: foi fundado, por funcionários ingleses e brasileiros da Fábrica Bangu, na casa nº 12 da rua Estevão (depois rua Ferrer e atual avenida Cônego Vasconcelos), o Bangu Atlético Clube, um dos primeiros rivais do Fluminense no futebol do Rio de Janeiro.

1927: em amistoso pelo Festival da AMEA, o Fluminense ganhou por 3 a 2 do America, no campo do Botafogo, na rua General Severiano. Os gols da vitória tricolor foram de Hermógenes (contra), Fortes (de pênalti) e Lagarto.

1938: em sua estreia no Torneio Municipal, o Fluminense venceu o Bangu por 4 a 2, no Estádio de Laranjeiras. Sandro, Brant, Celeste e François Norbert Filho marcaram para o Tricolor, e Bahiano fez os gols de honra do time visitante.

1948: o Fluminense ganhou por 3 a 2 do Bangu, de virada, em Moça Bonita, em amistoso comemorativo pelo 44º aniversário do Bangu. Os gols saíram na seguinte ordem: Careca (de falta) abriu o placar para o Fluminense; Amaral (de falta) e Joel viraram para o Bangu; Pinhegas igualou o marcador; e a vitória tricolor foi alcançada nos instantes finais do jogo, através de Zeca. Os dois rivais voltariam a duelar quatro dias depois, em Laranjeiras (vide 21 de abril).

1949: no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, a Seleção Brasileira goleou a Colômbia por 5 a 0, pelo Campeonato Sul-Americano (atual Copa América). O terceiro gol da Seleção foi do meia-atacante Orlando Pingo de Ouro, um dos representantes do Fluminense no jogo, ao lado do médio Bigode. Esta partida foi a estreia de ambos com a camisa da Seleção Brasileira.

1957: em jogo pelo Torneio Quadrangular A. J. Renner, o Fluminense derrotou o Vasco por 3 a 1, no Estádio de Laranjeiras. Telê, Léo Briglia e Escurinho marcaram os gols da vitória tricolor.

1960: diante de 53.738 pagantes no Maracanã, o Fluminense derrotou o Palmeiras por 1 a 0 e sagrou-se campeão do Torneio Rio-São Paulo. O gol da vitória tricolor foi anotado pelo centroavante Waldo, que terminou como artilheiro da competição, com 11 gols. A escalação do Fluminense neste jogo final foi: Castilho; Jair Marinho, Pinheiro, Clóvis e Altair; Edmílson e Paulinho Omena; Telê, Waldo (Wilson Bauru), Jair Francisco (Edil) e Escurinho. Também participaram da conquista: Victor GonzálezMaurinhoJair Santana, Paulo e Almir. A campanha do segundo título tricolor no Rio-São Paulo teve 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota, 22 gols-pró e 12 gols-contra. Esta foi a segunda conquista seguida deste timaço do Fluminense, que já havia vencido o Campeonato Carioca de 1959. Somando as duas campanhas, o retrospecto foi de 23 vitórias, 6 empates e 2 derrotas. Foram os últimos títulos do lendário treinador Zezé Moreira no comando técnico do Fluminense.
Waldo cabeceia para o gol: Fluminense 1, Palmeiras 0.

Fluminense, campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1960.
Em pé: Clóvis, Jair Marinho, Edmílson, Altair, Castilho e Pinheiro.
Agachados: Maurinho, Paulinho Omena, Waldo, Telê e Escurinho.
No jogo final, Jair Francisco atuou no lugar de Maurinho.

1988: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, no Estádio do Maracanã, o Fluminense venceu o Botafogo por 2 a 0, graças aos gols de Leomir (de pênalti) e Tato.

1995: em partida da quarta rodada do octogonal final do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Volta Redonda, no Estádio Raulino de Oliveira. Lira, Djair (de falta) e Ézio marcaram os gols da vitória tricolor. Agora com duas vitórias, um empate e uma derrota, o Fluminense somava 7 pontos ganhos, já ultrapassando o Vasco (com 6), e seguindo na perseguição aos líderes Botafogo (com 13) e Flamengo (com 10). Numa arrancada sensacional, o Fluminense terminaria campeão, superando o Flamengo na rodada final (vide 25 de junho).

1996: em jogo disputado em Moça Bonita, pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Volta Redonda, gol do zagueiro Lima.

2002: na partida de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil, no Maracanã, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o surpreendente Brasiliense, e foi eliminado da competição. O Brasiliense eliminaria também o Atlético Mineiro na semifinal, e perderia a decisão para o Corinthians.

2003: em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense derrotou o Internacional de Porto Alegre por 3 a 1. Os gols da primeira vitória tricolor na competição foram do estreante Sorato (dois) e de Lopes Tigrão.

2005: na dramática partida final do Campeonato Carioca, diante de 70.830 presentes (63.762 pagantes) no Maracanã, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Volta Redonda, de virada, e conquistou seu 30º título do Rio de Janeiro. Após perder o jogo de ida por 4 a 3 (vide 10 de abril), o Fluminense precisava vencer por dois gols de diferença para ser campeão. Quando Fábio abriu o placar para o Voltaço, logo aos 9 minutos de jogo, o título estava distante, mas tricolor nunca desiste. No último lance do primeiro tempo, Tuta cabeceou na trave, e a bola bateu no zagueiro Aílson e entrou: foi o chorado gol de empate. Aos 22 da etapa final, o Fluminense virou com um gol de Marcão, de cabeça. O gol do título veio aos 47 minutos do segundo tempo, com Antônio Carlos completando de cabeça um longo lançamento de Leandro, que buscara uma bola quase perdida na lateral direita do campo.

2008: na última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, perante 20.669 presentes (19.249 pagantes) no Maracanã, o Fluminense, já classificado, ganhou por 1 a 0 da LDU Quito, gol de Cícero, de cabeça, aos 30 do primeiro tempo. O resultado garantiu ao Fluminense a melhor campanha geral da competição (4 vitórias, 1 empate e 1 derrota, 11 gols-pró e 3 gols-contra), e a suposta vantagem de decidir todos os confrontos das fases seguintes no Maracanã. O Tricolor chegaria à decisão do torneio, em que enfrentaria a mesma LDU Quito (vide 2 de julho).

2011: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Nova Iguaçu, no Engenhão, gol de pênalti do centroavante Fred. Este foi o 50º gol de Fred com a camisa tricolor - ele encerraria sua passagem pelo Fluminense com 172 gols, tornando-se o terceiro maior artilheiro da história do clube.

****

Aniversariantes do dia:

Avelino Gabrielli, o Nino (1921), zagueiro italiano, natural de Verona, integrante do elenco do Fluminense que conquistou o Campeonato Carioca de 1951, tendo participado de quatro partidas naquela vitoriosa campanha. Até hoje, é o único futebolista nascido na Itália a ter atuado no time principal do Fluminense. Veio criança para o Brasil, e quando perguntado se era italiano ou brasileiro, respondia: "Ainda que tenha nascido na Itália, sou brasileiro para todos os efeitos e me orgulho de assim o afirmar, porque o Brasil é um grande país".
Nino, o único futebolista italiano da história do Fluminense
(foto: Sport Illustrado).

Reinaldo Felisbino, o Lela (1962), ponta-direita paulista, natural de Bauru, que jogou no Fluminense na temporada de 1982, em que marcou um gol em nove partidas com a camisa tricolor. Ele seria um dos grandes nomes do Coritiba campeão brasileiro em 1985.
Lela, com a camisa do Coritiba.

Wélton Araújo Melo, o Wélton (1975), atacante natural de Nova Friburgo, que integrou o elenco profissional do Fluminense no segundo semestre de 1994, tendo marcado 5 gols em 26 jogos com a camisa tricolor.
Wélton (foto: revista Placar).

Radamés Martins Rodrigues da Silva, o Radamés (1986), lateral-direito carioca, revelado pelo Fluminense, com 37 atuações pelo time principal tricolor, entre 2005 e 2006 e em 2009. Participou da conquista do Campeonato Carioca de 2005.
Radamés.

PCFilho

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Brasileirão 2018 - Classificação após a 1ª rodada



Legenda:
J: jogos disputados;
PG: pontos ganhos;
V: vitórias;
E: empates;
D: derrotas;
GP: gols-pró;
GC: gols-contra;
SG: saldo de gols.

Resultados da 1ª rodada:
14/04/2018 - Cruzeiro 0 x 1 Grêmio - Mineirão (Belo Horizonte)
14/04/2018 - Vitória 2 x 2 Flamengo - Barradão (Salvador)
14/04/2018 - Santos 2 x 0 Ceará - Pacaembu (São Paulo)
15/04/2018 - América MG 3 x 0 Sport Recife - Independência (Belo Horizonte)
15/04/2018 - Vasco 2 x 1 Atlético Mineiro - São Januário (Rio de Janeiro)
15/04/2018 - Corinthians 2 x 1 Fluminense - Itaquerão (São Paulo)
15/04/2018 - Internacional 2 x 0 Bahia - Beira-Rio (Porto Alegre)
15/04/2018 - Atlético Paranaense 5 x 1 Chapecoense - Arena da Baixada (Curitiba)
16/04/2018 - Botafogo 1 x 1 Palmeiras - Engenhão (Rio de Janeiro)
16/04/2018 - São Paulo 1 x 0 Paraná - Morumbi (São Paulo)

Jogos da 2ª rodada:
21/04/2018 - Bahia x Santos - Fonte Nova (Salvador)
21/04/2018 - Flamengo x América MG - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/04/2018 - Paraná x Corinthians - Durival Britto (Curitiba)
22/04/2018 - Atlético Mineiro x Vitória - Independência (Belo Horizonte)
22/04/2018 - Chapecoense x Vasco - Arena Condá (Chapecó)
22/04/2018 - Fluminense x Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/04/2018 - Ceará x São Paulo - Castelão (Fortaleza)
22/04/2018 - Palmeiras x Internacional - Pacaembu (São Paulo)
22/04/2018 - Grêmio x Atlético Paranaense - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
23/04/2018 - Sport Recife x Botafogo - Ilha do Retiro (Recife)

PCFilho

Efemérides tricolores - 16 de abril



1916: o Fluminense sagrou-se campeão do primeiro Torneio Início do Rio de Janeiro, competição disputada em seu campo, na rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras). Na semifinal, o Fluminense venceu o São Cristóvão por 1 a 0, gol do centroavante Welfare. Na decisão, o Fluminense derrotou o America por 1 a 0, novamente gol de Welfare. O Tricolor foi o primeiro campeão do Torneio Início, atuando com o seguinte time: Moraes; Chico Netto e Vidal; Kentish, Oswaldo Gomes e Laís; Celso, Barthô, Welfare, Couto e James Calvert.

1922: em partida válida pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 5 a 3 do Bangu, de virada, no Estádio de Laranjeiras. Os visitantes abriram 2 a 0, com dois gols de Anchyses. No penúltimo minuto do primeiro tempo, Renato Vinhaes diminuiu para o Fluminense. Na etapa final, veio a virada tricolor: Zezé marcou o gol do empate, Moura Costa fez 3 a 2, Coelho ampliou, e novamente Zezé marcou o quinto. No fim, Frederico descontou para o Bangu, dando números finais ao placar.

1933: o Fluminense empatou em 4 a 4 com o Corinthians, em amistoso disputado no Estádio de Laranjeiras, a primeira partida profissional da história do clube. A primeira escalação do time profissional tricolor foi: Chiquito; Benedicto e Nariz; Ernesto, Brant e Ivan Mariz; Walter Fortes, Bermúdez, Sinhô, SaidChedid. À exceção de Ivan Mariz, todos eram estreantes com a camisa tricolor. Os gols do Fluminense foram de Said (os dois primeiros) e Sinhô (os dois últimos). Naquele ano, o Fluminense viveria a curiosa situação de ter o time amador mais forte que o time profissional, devido ao fato de seus principais craques se recusarem a receber dinheiro para defender o clube (casos, por exemplo, do goleiro Velloso e do atacante Preguinho).

1936: em sua segunda partida no Torneio Aberto da Liga Carioca, o Fluminense ganhou por 7 a 1 do Jequiá, no campo do America, na rua Campos Sales. Os gols tricolores foram, na ordem, de Sobral, Lara (dois) e Orozimbo no primeiro tempo; e de Hércules (de falta), Sobral e Romeu Pellicciari na etapa final. No fim, o Jequiá marcou seu gol de honra com Francisco, cobrando pênalti. Na fase seguinte do Torneio Aberto, o Fluminense enfrentaria o Nacional (vide 7 de maio).

1950: na sequência da excursão pela América do Sul, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Deportivo Litoral, da Bolívia, no Estádio Hernando Siles, em La Paz. Didi e Carlyle marcaram os gols tricolores na partida. Em três jogos na Bolívia, o Fluminense teve uma vitória e dois empates. Dois dias depois, o onze tricolor voltaria a campo no Peru, para enfrentar a Seleção de Arequipa, no Estádio Nacional de Lima (vide 18 de abril).

1961: em amistoso disputado no Estádio Independência, em Belo Horizonte, o Fluminense derrotou o Cruzeiro, então bicampeão mineiro, por 5 a 0, gols de Waldo (dois), Paulinho Omena, Telê e Oldair. O jogo foi parte do pagamento do passe do ponta Hilton Oliveira, contratado pelo Fluminense junto ao Cruzeiro. Este foi o décimo duelo entre estes grandes clubes brasileiros na história, e a sexta vitória tricolor (houve também três empates e uma vitória cruzeirense).

1963: a Seleção Brasileira venceu a Argentina por 5 a 2 (4 a 1 no tempo normal, 1 a 1 na prorrogação), e conquistou a Copa Roca, diante de mais de 50.000 pagantes no Maracanã. Os gols brasileiros foram de Pelé (três, dois de pênalti) e Amarildo (dois). O lateral-esquerdo tricolor Altair foi titular da Seleção Brasileira nesta partida.

1977: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do São Cristóvão, no Estádio do Maracanã, graças aos gols de Marinho Chagas (de pênalti), Nélio (contra) e Júlio (contra).

1978: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro (então chamado de Copa Brasil), o Fluminense venceu o Bangu por 1 a 0, em Moça Bonita. O gol da vitória tricolor foi anotado por Gildásio, de cabeça, aos 10 minutos do segundo tempo.

1986: em amistoso disputado no Stade 5 Juillet (Estádio Cinco de Julho), em Argel, o Fluminense empatou em 1 a 1 com a Seleção da Argélia. O gol tricolor na partida foi do zagueiro Ricardo Gomes. A Seleção da Argélia se preparava para a disputa da Copa do Mundo, no México, em que enfrentaria Irlanda do Norte, Brasil e Espanha.

2006: o Fluminense estreou no Campeonato Brasileiro com vitória: 2 a 1 sobre o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba. Os laterais Marcelo e Rogério marcaram para o Tricolor, e Pedro Oldoni descontou para o time anfitrião. Marcelo se tornou o segundo goleador mais jovem do Fluminense na história do Campeonato Brasileiro, aos 17 anos e 339 dias de idade (atrás somente de Lenny, que curiosamente deu a assistência para seu gol).
Marcelo comemora seu gol.

****

Aniversariantes do dia:

Paulo Ribeiro Peixoto, o Paulo (1934), lateral-esquerdo carioca, que atuou pelo Fluminense entre 1956 e 1961. Participou das conquistas do Campeonato Carioca de 1959 e do Torneio Rio-São Paulo de 1960. Totalizou 141 atuações pelo time principal tricolor.

Nélio José de Barros, o Nélio (1949), lateral-direito que integrou o plantel do Fluminense entre as temporadas de 1967 e 1970. Participou da conquista do Campeonato Carioca de 1969.

Paulo Sérgio Possidente Campanário, o (1953), atacante revelado pelo Fluminense, bicampeão da Copa São Paulo de Juniores, em 1971 e 1973. Natural de Santo Antônio de Pádua, Té integrou o elenco profissional tricolor entre 1973 e 1975, tendo atuado em 16 partidas oficiais pelo clube.

Luiz Edmundo Lucas Corrêa, o Cocada (1961), lateral-direito sul-mato-grossense, natural de Campo Grande, que jogou no Fluminense entre 1989 e 1990, tendo marcado 2 gols em 16 partidas pelo clube. Cocada ganhara fama em 1988, ao marcar o gol do título do Vasco sobre o Flamengo na decisão do Campeonato Carioca, jogo em que entrou aos 41 do segundo tempo, fez o gol aos 44 e foi expulso aos 45.
Cocada.

Wagner Valente de Aquino, o Wagner (1969), centroavante com 37 gols marcados em 89 jogos pelo Fluminense, entre 1991 e 1993. Participou da campanha do vice-campeonato da Copa do Brasil de 1992 e da conquista da Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca) de 1993.
Wagner.

PCFilho

domingo, 15 de abril de 2018

Efemérides tricolores - 15 de abril


1928: em partida disputada no Estádio de Laranjeiras, válida pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 8 a 1 do Villa Isabel. Os gols tricolores foram de Eurico (dois), Alfredinho (dois), Fortes, Ary e Lagarto (dois).

1934: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, o Fluminense venceu o São Cristóvão por 3 a 1, no campo do adversário, na rua Figueira de Melo. Os gols da vitória tricolor foram de Preguinho, Russo e Vicentino.

1959: em partida válida pelo Torneio Rio-São Paulo, o Fluminense deu um show e ganhou por 5 a 1 do Corinthians, perante 13.042 presentes (10.089 pagantes) no Estádio do Maracanã. O triunfo tricolor foi construído com gols de Waldo (três), Telê e Escurinho, com Índio descontando para os visitantes.

1962: em amistoso disputado no Estádio dos Eucaliptos, em Porto Alegre, o Fluminense derrotou o Internacional por 2 a 1, com dois gols do atacante baiano Quarentinha. Este foi o oitavo duelo entre estes dois grandes clubes brasileiros, e a quinta vitória do Fluminense (houve também dois empates e uma vitória do Internacional).

1967: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 4 a 3 do Botafogo. Os gols foram de Jardel, Roberto Pinto e Mário Tilico (dois) para os tricolores, e de Enos (dois) e Roberto para os alvinegros.

1972: em partida disputada no Maracanã, válida pelo Campeonato Carioca, o Fluminense venceu o Campo Grande por 4 a 0, gols de Ivair, Silveira, Mickey e Marco Antônio.

1979: em jogo do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 4 a 1 do Goytacaz, no Estádio Ary de Oliveira e Souza, em Campos. Fumanchu (dois), Robertinho e Zezé (de falta) marcaram os gols da vitória tricolor.

1983: em jogo amistoso, no Estádio do Sumaré, em Cachoeiro de Itapemirim, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Estrela do Norte, gol do centroavante Jason.

1984: em partida válida pela terceira rodada da terceira fase do Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu a Portuguesa de São Paulo por 1 a 0, no Canindé. O gol da vitória tricolor foi marcado por Deley, aos 25 minutos do segundo tempo. Com duas vitórias e um empate, o Fluminense liderava sua chave, seguindo rumo à conquista do segundo Campeonato Brasileiro de sua história.

2012: na sequência do segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 5 a 1 do Olaria, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Os gols tricolores foram de Rafael Moura (dois), Deco, Anderson e Thiago Neves. O Fluminense, vencedor do primeiro turno, já estava classificado para a decisão da competição, em que enfrentaria o Botafogo para se sagrar campeão (vide 6 e 13 de maio).

****

Aniversariantes do dia:

Mario Lorenzo, o Lorenzo (1919), zagueiro uruguaio, que atuou no Fluminense na temporada de 1949. Jogou 16 partidas com a camisa tricolor.

José Amadeu, o Neném (1921), médio paulista, que integrou o elenco do Fluminense na temporada de 1942.

Nestor Armond Júnior, o Nestor (1929), zagueiro natural de Niterói, com 27 atuações pelo time principal do Fluminense, entre as temporadas de 1950 e 1954. Participou das conquistas do Campeonato Carioca de 1951 e da Copa Rio (Mundial de Clubes) de 1952. No Mundial, entrou no decorrer da partida final, contra o Corinthians, substituindo Pinheiro.
Nestor é o último sobrevivente dos campeões mundiais de 1952.

Paulo de Almeida Ribeiro, o Paulinho de Almeida (1932), treinador gaúcho, natural de Porto Alegre, com uma passagem no comando técnico do time profissional do Fluminense, na temporada de 1982.

Ulisses Alves da Silveira, o Ulisses (1986), lateral-esquerdo natural de São Gonçalo, revelado pelo Fluminense, com seis atuações pelo time profissional tricolor na temporada de 2006.

Vinícius Goes Barbosa de Souza, o Vinícius (1991), meia-atacante paranaense, natural de Curitiba, com 4 gols em 40 jogos pelo Fluminense, na temporada de 2015.
Vinícius.

PCFilho

Xadrez - Mate em 11! (Johann Behting)

Johann Behting, Rigasche Rundschau, 1901.
Código FEN: 8/8/8/1B6/6p1/8/4KPpp/3N2kr w - - 0 1.

Aqui está um problema difícil até para alguns softwares de xadrez: as Brancas jogam e vencem - na verdade, dão xeque-mate em 11 lances!
(Here is a hard problem even for some chess softwares: White to play and win - in fact, give checkmate in 11 moves!)

Observação: o nome deste compositor letão é Jānis Bētiņš, mas ele é chamado de Johann Behting pela maioria das fontes.
(Note: the name of this Latvian composer is Jānis Bētiņš, but it is spelled as Johann Behting by most sources.)

PCFilho

sábado, 14 de abril de 2018

Efemérides tricolores - 14 de abril


1918: estreando no Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 4 a 3 do Andarahy, em partida movimentada, no campo do adversário, na rua Prefeito Serzedelo Correia (o mesmo local em que a conquista de 1917 fora confirmada - vide 30 de dezembro). Os gols tricolores foram de Machado (dois), Zezé e Welfare, e os do time anfitrião de Anacleto, Décio (de pênalti) e Waldemar. Era o início da vitoriosa campanha que consagraria o Fluminense como bicampeão do Rio de Janeiro.

1931: em amistoso internacional disputado com numerosa assistência no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense derrotou o time do porta-aviões inglês HMS Eagle por 5 a 2, após estar perdendo por 1 a 0 e por 2 a 1, graças aos gols de Demósthenes, Waldemar (três) e Fernando Giudicelli (de pênalti). O time do HMS Eagle, campeão das esquadras inglesas, empatara em 2 a 2 com o Boca Juniors, quando o navio estava em Buenos Aires.
O porta-aviões inglês HMS Eagle em 1931, quando aportou no Rio de Janeiro.

1935: em sua segunda partida no Torneio Aberto, o Fluminense ganhou por 8 a 2 do Fluminense de Niterói, em Campos Sales, graças aos gols de Vicentino (dois), Sobral (três, um de pênalti), Russo (dois) e Pirica. O Fluminense seria o campeão do Torneio Aberto, iniciando uma sequência de conquistas que restabeleceria a hegemonia tricolor no futebol carioca, nos anos seguintes.

1940: o Fluminense sagrou-se campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro, disputado em seu Estádio de Laranjeiras. Na primeira rodada, houve empate em 0 a 0 com o Vasco, com o Fluminense se classificando no número de escanteios (2 a 0). Na semifinal, o Fluminense derrotou o Botafogo por 1 a 0, gol do centroavante Mário Milani. Na decisão, houve empate em 0 a 0 com o São Cristóvão, no tempo normal e na prorrogação, com o Fluminense conquistando o título por ter obtido um escanteio no tempo extra. O Torneio Início foi somente o primeiro título tricolor na temporada, em que o Fluminense também conquistaria o Campeonato Carioca.

1946: em amistoso disputado no Estádio da rua Barão Geraldo de Resende, em Campinas, o Fluminense ganhou por 6 a 3 do Guarani. Os gols tricolores foram de Simões, Pinhegas, Geraldino, Juvenal, Orlando Pingo de Ouro e Pascoal. O Fluminense começava um ano vitorioso, em que voltaria a conquistar o Campeonato Carioca.

1955: em sua estreia no Torneio Rio-São Paulo, diante de 38.551 presentes (31.260 pagantes) no Maracanã, o Fluminense derrotou o Flamengo, então bicampeão carioca, por 3 a 1, de virada. Os rubro-negros abriram o placar com Henrique (aos 20 do primeiro tempo), mas os tricolores reagiram com gols de Waldo (aos 37), Róbson (aos 23 do segundo tempo) e Escurinho (aos 35). Esta foi a quarta partida seguida sem derrota no duelo com o Flamengo (duas vitórias e dois empates).

1956: em jogo amistoso disputado no Estádio Nacional do Peru, em Lima, o Fluminense goleou o Combinado Alianza-Universitário por 6 a 1, com cinco gols de Waldo e um de Converti.

1957: em partida amistosa, no Estádio Godofredo Cruz, em Campos, o Fluminense ganhou por 5 a 0 do Campos Atlético Associação, gols de Waldo (dois), Jair Francisco, Telê e Róbson.

1960: em sua penúltima partida no Torneio Rio-São Paulo, o Fluminense venceu o Santos por 4 a 2, diante de 43.149 pagantes no Maracanã. Os gols tricolores foram de Edmílson (de falta), Wilson Bauru, Escurinho e Getúlio (contra). Com cinco vitórias, dois empates e uma derrota, o Fluminense estava na liderança da competição - três dias depois, venceria o Palmeiras para se sagrar campeão (vide 17 de abril).

1973: na sequência do Campeonato Carioca, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Bonsucesso, no Maracanã. Com três vitórias, três empates e uma derrota, o Fluminense iniciava a campanha que terminaria com a conquista do Campeonato, em decisão contra o Flamengo (vide 22 de agosto).

1976: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do São Cristóvão. Os gols da vitória da Máquina Tricolor foram de Carlos Alberto Torres (de pênalti) e Rivellino (de falta). Com cinco vitórias, um empate e uma derrota, o Fluminense iniciava a campanha que terminaria com a conquista do bicampeonato do Rio de Janeiro, em decisão contra o Vasco (vide 3 de outubro).

1985: o Fluminense se despediu do Campeonato Brasileiro com vitória: 2 a 1 sobre o Bahia, perante 31.184 pagantes no Maracanã. Os dois gols tricolores foram do centroavante Washington. Mesmo tendo campanha geral melhor que a do Coritiba (7 vitórias, 7 empates e 6 derrotas), o Fluminense não se classificou para a fase seguinte, por obra de um regulamento esdrúxulo. A glória tricolor naquela temporada seria o tricampeonato Carioca, no segundo semestre.

1988: em partida válida pelo Campeonato Carioca, no Estádio do Maracanã, o Fluminense venceu o America por 2 a 0, gols de João Santos e Washington.

2002: na última rodada da primeira fase do Torneio Rio-São Paulo, no Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, o Fluminense perdeu por 2 a 1 para o São Caetano, no confronto direto pela vaga na semifinal. O gol tricolor no jogo foi de Magno Alves. Com 7 vitórias, 3 empates e 5 derrotas, o Tricolor foi o melhor time do Rio de Janeiro na competição, mas terminou em quinto lugar, perdendo a vaga na fase semifinal para o próprio São Caetano, no critério do número de vitórias.

2004: no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, no Maracanã, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Grêmio. O centroavante Romário marcou os dois gols tricolores na partida. No jogo de volta, o Fluminense seria eliminado da competição, com uma derrota por 4 a 1 em Porto Alegre.

2010: na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o Fluminense ganhou por 1 a 0 da Portuguesa, no Canindé, em São Paulo, graças ao gol do centroavante Fred. O jogo de volta do confronto seria na semana seguinte, no Maracanã (vide 22 de abril).

****

Aniversariantes do dia:

Carlos Antônio dos Santos, o Carlos Antônio (1943), goleiro que integrou o elenco do Fluminense na temporada de 1963, sem chegar a atuar em jogo oficial no time titular.

Roberto de Oliveira Santos, o Roberto (1949), goleiro que atuou no Fluminense entre 1968 e 1975, tendo participado da conquista do Campeonato Carioca de 1975. Foi um dos atletas tricolores envolvidos no famoso "troca-troca" orquestrado pelo presidente Francisco Horta, transferindo-se em 1976 para o Flamengo.

PCFilho

Ditados populares de vários países


Os ditados populares abaixo estão no post de ontem do sempre ótimo Futility Closet, que os copiou de "As They Say in Zanzibar" (2006), de David Crystal. As traduções do inglês para o português são minhas:

"Se duas pessoas lhe dizem que você é cego, feche um olho." (Geórgia)

"Aqueles que têm assentos gratuitos numa peça assobiam primeiro." (China)

"É no açúcar que você vê a formiga morta." (Malásia)

"Sete dias são a duração da vida de um convidado." (Mianmar, antiga Birmânia)

"O silêncio é a cerca ao redor da sabedoria." (Alemanha)

"Coisas boas se vendem sozinhas; coisas ruins têm que ser anunciadas." (Etiópia)

"Onde há mais mente, há menos dinheiro." (Latim)

"Melhor uma refeição gratuita de bolotas* que um banquete de mel na confiança." (País de Gales)
* bolotas são frutos comestíveis, produzidos por carvalhos.

"Somente uma coruja sabe o valor de uma coruja." (Índia)

"A boa sorte é a guardiã dos estúpidos." (Suécia)

"No nascimento nós choramos - na morte nós descobrimos por quê." (Bulgária)

"As tarefas são pequenas em um dia de primavera." (Islândia)

"A agulha sofre tanto quanto o buraco." (Holanda)

"Quanto mais alto o castelo, mais próximo o raio." (Rússia)

"Nunca houve uma nota de cinco libras, mas havia uma estrada de dez libras para ela." (Escócia)

"Uma mente satisfeita é um banquete contínuo." (Inglaterra)

****

Abaixo, mais alguns ditados que encontrei por aí.

"Ácidos fortes demais corroem seus próprios recipientes." (Albânia)

"Não tema uma mancha que desaparece com água." (Espanha)

"Quanto mais perto da igreja, mais distante de Deus." (França)

"Dois são um exército contra um." (Islândia)

"Para a formiga, poucas gotas de chuva são uma enchente." (Japão)

"Roubar com os olhos não é pecado." (Rússia)

"O tempo passa, mas os ditados permanecem." (Índia)

PCFilho

Resultados da Loteca - Concurso 795


Amigos e amigas, seguem abaixo os resultados dos jogos do concurso 795 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Os jogos acontecem neste final de semana (sábado 14 e domingo 15). Os horários estão no fuso de Brasília:
1) Cruzeiro 0 x 1 Grêmio (ENCERRADO)
2) Corinthians 2 x 1 Fluminense (ENCERRADO)
3) América/MG 3 x 0 Sport Recife (ENCERRADO)
4) Ponte Preta 0 x 1 Paysandu (ENCERRADO)
5) Vila Nova 1 x 0 Avaí (ENCERRADO)
6) CSA 2 x 1 Goiás (ENCERRADO)
7) Londrina 1 x 0 Boa Esporte (ENCERRADO)
8) Vitória 2 x 2 Flamengo (ENCERRADO)
9) Santos 2 x 0 Ceará (ENCERRADO)
10) Internacional 2 x 0 Bahia (ENCERRADO)
11) Vasco 2 x 1 Atlético Mineiro (ENCERRADO)
12) Atlético Paranaense 5 x 1 Chapecoense (ENCERRADO)
13) Paris Saint-Germain 7 x 1 Monaco (ENCERRADO)
14) Sampaio Corrêa 2 x 0 Coritiba (ENCERRADO)

A estimativa de prêmio para um apostador que acerte sozinho os 14 jogos é de R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais). Os rateios dos prêmios para 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site oficial, na tarde da segunda-feira 16.

Para conferir antecipadamente a grade com os 14 jogos do próximo concurso da Loteca, vide meu post Programação da Loteca - Concurso 796.

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos!

PCFilho

PS: estou escrevendo o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.