domingo, 19 de novembro de 2017

Efemérides tricolores - 19 de novembro


1925: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 6 a 0 do Sport Club Brasil, gols de Coelho (dois), Zezé e Nilo (três). O Tricolor estava em terceiro lugar, perseguindo de perto os rivais Flamengo e Vasco, na tentativa de conquistar o bicampeonato.

1944: em sua estreia no Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, no Pacaembu, em São Paulo, a Seleção Carioca ganhou por 4 a 0 da Seleção Mineira, gols de Jorginho, Ademir Menezes (dois) e Heleno de Freitas. Com o tricolor Norival na defesa, o escrete do Distrito Federal atuou com: Jurandyr [Flamengo]; Nilton [Flamengo] e Norival [Fluminense]; Biguá [Flamengo], Danilo [America] e Jayme [Flamengo]; Djalma [Vasco], Zizinho [Flamengo], Heleno de Freitas [Botafogo], Ademir Menezes [Vasco] e Jorginho [America].

1967: em jogo do returno do Campeonato Carioca, diante de 61.239 presentes (47.794 pagantes) no Maracanã, o Fluminense vencia o Vasco por 2 a 0, gols de Cláudio Garcia e Rinaldo (de pênalti), quando, aos 35 minutos do segundo tempo, a partida foi interrompida por uma imensa batalha campal, iniciada por uma agressão do vascaíno Adílson ao tricolor Denílson. O árbitro expulsou 17 jogadores (9 do Fluminense e 8 do Vasco) e encerrou a partida. Apesar das tentativas de anulação do jogo por parte do Vasco, o placar de 2 a 0 para o Fluminense foi confirmado pela Federação.
Batalha campal no Maracanã: o Fluminense venceu na bola e na pancadaria.

1972: em jogo da primeira fase do Campeonato Brasileiro, diante de 52.474 pagantes no Maracanã, o Fluminense perdeu por 2 a 1 para o Botafogo - Zequinha e Jairzinho marcaram para os alvinegros, e Silveira fez o gol dos tricolores. O zagueiro gaúcho Ari Ercílio estava no banco de reservas, e não chegou a entrar em campo - no dia seguinte, ele aproveitaria a folga para pescar no Costão do Vidigal, onde sofreria um acidente que, infelizmente, lhe tiraria a vida.

1975: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Cruzeiro, de virada, diante de 55.814 pagantes no Mineirão, em Belo Horizonte. Os anfitriões venceram o primeiro tempo por 1 a 0, com um gol de Palhinha. Porém, a etapa complementar mostrou a Máquina Tricolor em sua melhor forma: Kléber empatou aos 28 minutos, e Paulo Cézar Caju virou com um golaço olímpico, aos 44. Os dois clubes se classificariam à semifinal da competição - ambos perderiam para o Internacional, o Fluminense na semifinal e o Cruzeiro na decisão.

1980: em jogo do segundo turno do Campeonato Carioca, em Ítalo del Cima, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Campo Grande. Após ter vencido o primeiro turno, o Tricolor fazia campanha ruim no returno. Onze dias depois, o Fluminense enfrentaria o Vasco na grande final, e se consagraria como campeão do Rio de Janeiro (vide 30 de novembro).

2000: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange), o Fluminense venceu a Ponte Preta por 4 a 3, no Moisés Lucarelli, em Campinas. Os gols tricolores foram de Roni (dois), Fernando Diniz e Magno Alves, e os gols dos anfitriões foram de Marco Aurélio Jacozinho e Washington "Coração Valente" (dois). Cumprindo ótima campanha, o Fluminense já estava garantido na fase mata-mata da competição, consolidando seu retorno à elite do futebol brasileiro.

2008: com o zagueiro tricolor Thiago Silva entre os titulares, a Seleção Brasileira venceu Portugal por 6 a 2, em amistoso disputado no Estádio Bezerrão, no Gama. O lateral-esquerdo Marcelo, revelado pelo Fluminense mas já atleta do Real Madrid, entrou no decorrer do jogo.

****

Aniversariantes do dia:

Charles Albert Williams (1873), o primeiro treinador do time de futebol do Fluminense. Após sua carreira como atleta (em que ganhou fama por ter marcado o primeiro gol de goleiro da história do futebol), o inglês Charlie Williams começou como treinador na Seleção da Dinamarca, vice-campeã olímpica em 1908. A convite de Oscar Cox, assumiu o comando técnico do Fluminense em 1911, ano em que conquistou o Campeonato Carioca de maneira invicta. Charlie foi um dos responsáveis pela elevação do nível do futebol praticado no Brasil. Ele voltou ao Fluminense em 1924, e foi novamente campeão Carioca, conquistando também o Torneio Início de 1925.
Charlie Williams, em 1907.

Carlos Brant, o Brant (1905), centro-médio mineiro, que jogou no Fluminense durante nove anos, de 1933 a 1941, quando se aposentou. Foi campeão Carioca em 1936, 1937, 1938, 1940 e 1941, tendo participado do timaço que é, para muitos, o melhor da história do futebol carioca. Atuou 248 vezes com a camisa tricolor, tendo assinalado 21 gols. Quando pendurou as chuteiras, Carlos Brant seguiu no Fluminense, como um dedicado funcionário da tesouraria do clube.
Brant, em seus tempos de jogador do Fluminense.

Wassil Vieira Barbosa (1931), atacante que iniciou sua carreira no elenco de aspirantes do Fluminense, na temporada de 1950, tendo posteriormente atuado em clubes como Bonsucesso, America, Santa Cruz, Bahia e Vitória. Já como atleta do Bonsucesso, Wassil disputou os Jogos Olímpicos de Helsinque, em 1952, com a Seleção Brasileira.
Wassil, com a camisa do America.

Alecir França de Souza, o Alecir (1935), centroavante natural de São Gonçalo, que jogou no Fluminense entre as temporadas de 1955 e 1959. No time de aspirantes, conquistou o Torneio Pentagonal de 1955; no time principal, foi campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1957.

Gilberto Costa, o Beto (1935), zagueiro que integrou o plantel do Fluminense entre as temporadas de 1956 e 1959. Participou da conquista do Torneio Rio-São Paulo de 1957.

Oberdan dos Santos Silva, o Oberdan (1944), meio-campista carioca, que fez parte do elenco do Fluminense entre os anos de 1962 e 1968.
Oberdan em ação num Fla-Flu.

Nilson Esídio Mora, o Nilson (1965), centroavante com curta passagem pelo Fluminense, no segundo semestre de 1993. Marcou 8 gols em 12 jogos com a camisa tricolor. Um verdadeiro "cigano da bola", Nilson provavelmente detém o recorde do número de clubes grandes do Brasil defendidos: ele atuou por Internacional, Grêmio, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Vasco e Atlético Mineiro.

José Alberto de Lima, o Lima (1972), zagueiro pernambucano, titular da equipe que conquistou o Campeonato Carioca de 1995 - foi um dos três tricolores expulsos na decisão da competição, o épico Fla-Flu de 25 de junho de 1995. Integrante do plantel tricolor entre 1995 e 1997, Lima atuou em 125 partidas, nas quais marcou 6 gols.
Lima, em 1995.

Eliezer Murilo Engelmann, o Murilo (1973), goleiro gaúcho, que defendeu a meta do Fluminense entre as temporadas de 2000 e 2003, com 141 atuações pelo clube. Fez parte do time que conquistou o Campeonato Carioca de 2002.
O goleiro Murilo.

Fabiano Eller dos Santos (1977), zagueiro capixaba que integrou o elenco do Fluminense no primeiro semestre de 2005, quando participou da conquista do Campeonato Carioca e da campanha vice-campeã da Copa do Brasil.
Fabiano Eller.

Juliano Roberto Antonello, o Juca (1979), meio-campista com 40 atuações pelo time profissional do Fluminense, durante a temporada de 2004.

Gévay Zsolt (1987), zagueiro húngaro que integrou o elenco de juniores do Fluminense na temporada de 2006, junto com os compatriotas Dániel Papp e András Dlusztus.

PCFilho

sábado, 18 de novembro de 2017

Efemérides tricolores - 18 de novembro


1917: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense perdeu por 2 a 1 para o Botafogo. Os gols da partida foram de Léo e Joppert (de pênalti) para os visitantes, e de Couto para os tricolores. A campanha do Fluminense passou a ser de onze vitórias, um empate e duas derrotas. Faltando quatro rodadas para o fim da competição, o Fluminense era o líder, empatado com o America. Nas semanas seguintes, o Tricolor confirmaria a conquista do primeiro título do histórico tricampeonato do Rio de Janeiro.

1934: o Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, sediou a terceira partida da final do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais. A Seleção Carioca perdeu o jogo por 3 a 1 para a Seleção Paulista, ficando com o vice-campeonato. Os cariocas atuaram com: Francisco [São Cristóvão]; Zé Luiz [São Cristóvão] e Itália [Vasco]; Agrícola [São Cristóvão], Fausto [Vasco] (Brant [Fluminense]) e Afonsinho [Flamengo]; [Flamengo], Russo [Fluminense], Gradim [Vasco], Nena [Vasco] e Orlando [Vasco]. Os paulistas jogaram assim: Batatais; Jaú e Jarbas; Tunga, Brandão e Orozimbo; Mendes, Luizinho, Romeu Pellicciari, Lara e Hércules. Os gols do jogo foram de Romeu Pellicciari (de pênalti) e Mendes (dois) para São Paulo, e de Nena para o Distrito Federal. Esta decisão do Brasileiro de Seleções entraria para a história do Fluminense, que em 1935 contrataria alguns dos atletas paulistas campeões (Batatais, Orozimbo, Romeu Pellicciari, Lara e Hércules), para formar um dos seus mais vitoriosos times, que dominaria o futebol carioca nos anos seguintes.

1962: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 3 a 2 do Olaria. Os gols tricolores foram de Rodrigo, Paulinho Omena e Waldir Araújo.

1970: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Santos de Pelé. O gol dos santistas na partida foi marcado por Abel. Com a campanha de oito vitórias, dois empates e três derrotas, o Fluminense estava quase garantido no quadrangular final, no qual enfrentaria Palmeiras, Cruzeiro e Atlético Mineiro, para se sagrar campeão brasileiro pela primeira vez.

1978: em partida válida pelo Campeonato Carioca, disputada no Maracanã, o Fluminense venceu o America por 2 a 0, gols de Edinho e Luiz Fumanchu, ambos já na etapa complementar.

1984: na sequência do segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense foi derrotado pelo Botafogo por 4 a 2, diante de 49.886 pagantes no Maracanã. Os gols do clássico foram de Helinho (dois) e Baltazar (dois) para o Botafogo, e de Washington (dois) para o Fluminense. Nas semanas seguintes, o Fluminense se classificaria ao triangular por cumprir a melhor campanha geral - derrotaria o Vasco (vide 9 de dezembro) e o Flamengo (vide 16 de dezembro), para se sagrar bicampeão do Rio de Janeiro.

1990: o Fluminense se despediu do Campeonato Brasileiro com vitória de 1 a 0 sobre a Internacional de Limeira, no Estádio Major José Levy Sobrinho, em Limeira. O gol da vitória tricolor foi de Denílson. Nos 19 jogos do Brasileirão, o Fluminense cumpriu uma campanha ruim: 5 vitórias, 5 empates e 9 derrotas.

2009: na partida de volta da semifinal da Copa Sul-Americana, perante 41.816 presentes (39.397 pagantes) no Maracanã, o Fluminense venceu o Cerro Porteño por 2 a 1, de virada, e garantiu seu lugar na decisão da competição. O clube paraguaio vencia por 1 a 0 até os minutos finais do segundo tempo, placar que levaria à definição por pênaltis, mas os tricolores viraram nos acréscimos, com gols anotados por Gum e Alan. Apesar da pancadaria generalizada, provocada pelos maus perdedores, a torcida tricolor celebrou efusivamente a classificação para a final. Contando jogos do Brasileirão e da Copa Sul-Americana, o "time de guerreiros" ampliou a incrível sequência invicta para 12 partidas, sendo 7 vitórias consecutivas.

2012: pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, diante de 35.167 presentes (28.438 pagantes) no Engenhão, o Fluminense, já com o título garantido, perdeu por 2 a 0 para o Cruzeiro, no jogo em que recebeu o troféu de campeão da competição. Montillo (de pênalti) e Élber marcaram os gols dos visitantes. A derrota não diminuiu a festa da torcida tricolor, que ovacionou os heróis do título aos gritos de "tetracampeão!", referência aos quatro Campeonatos Brasileiros da história tricolor (1970, 1984, 2010 e 2012). Até o tenista sérvio Novak Djokovic entrou no clima, vestindo a camisa do Fluminense e festejando junto com a melhor torcida do mundo.
Foto: Washington "Coração Valente", Novak Djokovic e Romerito na festa do tetra.

****

Aniversariantes do dia:

José Ferreira Franco, o Zequinha (1934), médio-volante pernambucano, campeão da Copa do Mundo de 1962 com a Seleção Brasileira, e ídolo do Palmeiras. Zequinha teve duas breves passagens pelo Fluminense, nas temporadas de 1958 e 1965.
Zequinha, com a camisa da Seleção.

Mário Alexandre Xavier Machado (1970), atacante que integrou o plantel do Fluminense entre as temporadas de 1990 e 1991.

Nilberto da Silva Melo (1973), meio-campista que atuou no Fluminense na temporada de 1993. Nilberto é irmão de Nélio, que também jogou no Fluminense, em 1997.

PCFilho

Programação da Loteca - Concurso 777


Amigos e amigas, confiram abaixo a programação com as 14 partidas que compõem o concurso número 777 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Elas serão disputadas no sábado 25 e no domingo 26, válidas pelas Séries A e B do Campeonato Brasileiro:
<<< GRADE DA LOTECA 777 EM INSTANTES AQUI >>>

Os bilhetes deste concurso 777 da Loteca poderão ser registrados a partir da manhã da segunda-feira 20 (nas cidades em que não for feriado), até as 14:00 de Brasília do sábado 25, em qualquer casa lotérica do território brasileiro. Recomendamos que os leitores registrem suas apostas com a máxima antecedência possível, a fim de evitar filas e outros transtornos.

Confiram em breve aqui no Jornalheiros os porcentuais estimados de apostas para os 14 jogos. Os porcentuais são a base do método de apostas que explico no e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

Em cada um dos 14 jogos, o apostador deve escolher um dos três resultados possíveis: coluna 1 (vitória do mandante), coluna do meio (empate) ou coluna 2 (vitória do visitante). A aposta mínima na Loteca dá direito a um palpite duplo e custa R$ 2,00 (dois reais). Para cada palpite duplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 2. Para cada palpite triplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 3. Abaixo, a tabela com as apostas possíveis e seus respectivos preços:

Abaixo, a seção dos comentários está sempre aberta para que vocês façam suas observações. Qual será a grande zebra deste concurso? Qual time não perderá de jeito nenhum? Esperamos as suas opiniões! Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros! Apostem com moderação, e boa sorte rumo aos 14 acertos!

PCFilho

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Efemérides tricolores - 17 de novembro


1929: em sua estreia no Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, no Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, a Seleção Carioca ganhou por 5 a 3 da Seleção Fluminense*. O escrete do Distrito Federal jogou com: Joel [America]; Pennaforte [America] e Hildegardo [America]; Nascimento [Fluminense], Floriano [America] e Mola [Vasco] (Fortes [Fluminense]); Paschoal [Vasco], Oswaldinho [America], Russinho [Vasco], Nilo [Botafogo] e Theóphilo [São Cristóvão]. Os gols cariocas foram de Oswaldinho (2), Russinho (2) e Paschoal.
* a Seleção Fluminense era composta por atletas dos clubes do estado do Rio de Janeiro, cuja capital era Niterói; a Seleção Carioca era composta por atletas dos clubes da cidade do Rio de Janeiro, então Distrito Federal.

1940: em partida válida pelo terceiro turno do Campeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense perdeu por 2 a 0 para o Vasco. Com 21 jogos, o time tricolor somava 14 vitórias, 4 empates e 3 derrotas. Faltando três partidas para o fim de sua campanha, o Fluminense lutava ponto a ponto com Flamengo e Vasco pela liderança, e terminaria mais uma vez campeão do Rio de Janeiro.

1945: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Canto do Rio, graças aos gols de Rodrigues Tatu e Orlando Pingo de Ouro (dois).

1951: em clássico válido pelo returno do Campeonato Carioca, diante de 79.632 presentes (59.564 pagantes) no Maracanã, o Fluminense venceu o Vasco por 3 a 2, graças aos gols de Quincas e Carlyle (dois). Com campanha de dez vitórias, dois empates e uma derrota, o Fluminense liderava o Campeonato Carioca, um ponto à frente do Bangu - nas semanas seguintes, os dois clubes brigariam rodada a rodada pela ponta, até terminarem empatados, forçando duas partidas extras (vide 13 de janeiro e 20 de janeiro).

1954: em amistoso interestadual, no Estádio da Alameda, em Belo Horizonte, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Atlético Mineiro, então bicampeão mineiro. Quincas e Marinho marcaram os gols tricolores na partida.

1963: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense venceu o Olaria por 3 a 0, gols de Joaquinzinho (dois) e Manoel (de pênalti).

1979: o Fluminense venceu o Vitória por 2 a 1, em jogo disputado no Maracanã, válido pela segunda fase do Campeonato Brasileiro. Os gols do triunfo tricolor foram assinalados por Zezé (de pênalti) e Edinho (de falta), com Sena descontando para os visitantes. Foi a primeira vitória do Fluminense na competição, após três empates nas rodadas iniciais.

1985: em partida do segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Flamengo, diante de 50.697 pagantes no Maracanã. Os gols do clássico foram de Chiquinho para o Flamengo, e de Washington, de bicicleta, para o Fluminense. Por ter vencido o primeiro turno (vide 9 de outubro), o Fluminense já estava classificado para o triangular final, em que enfrentaria o próprio Flamengo (vide 11 de dezembro) e o Bangu (vide 18 de dezembro).

1988: o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Bangu, em Moça Bonita, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. O Tricolor ganhou o ponto extra da partida ao vencer a disputa de pênaltis por 5 a 4 (o regulamento daquele ano previa esse desempate exótico, em todas as partidas).

2002: em uma partida dramática, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro, o Fluminense derrotou a Ponte Preta por 3 a 2, de virada, no Moisés Lucarelli, garantindo a classificação para as quartas-de-final. Já no segundo tempo, a Ponte Preta abriu 2 a 0, gols de Caíco e Fabrício Carvalho. A reação tricolor se iniciou com dois gols de Roni, e a virada se concretizou com o craque Romário, em grande jogada individual. Na fase seguinte, o Fluminense enfrentaria o São Caetano.

2013: em jogo disputado no Maracanã, diante de 37.310 presentes (32.459 pagantes), pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu o São Paulo por 2 a 1, de virada. Welliton abriu o placar para os são-paulinos, e Jean e Gum marcaram os gols tricolores, o último aos 43 minutos do segundo tempo. Esta foi a segunda partida e a segunda vitória do treinador Dorival Júnior, contratado para tentar livrar o Fluminense do rebaixamento nas cinco rodadas finais - o que ele conseguiria, com 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

****

Aniversariantes do dia:

Fábio Jerônimo Mello, o Fábio Mello (1975), meio-campista que integrou o plantel do Fluminense no primeiro semestre de 2002, tendo participado de algumas partidas da campanha do título do Campeonato Carioca.

Eduardo Vieira Gonçalves (1979), meio-campista capixaba que fez parte do elenco do Fluminense no primeiro semestre do ano 2000.

PCFilho

Cartola FC - Dicas da 36ª rodada - 2017


Amigos, a 36ª rodada do Brasileirão 2017 terá os seguintes dez jogos, todos valendo pontos para o Cartola FC:
19/11/2017 (domingo)
17:00 - Flamengo x Corinthians - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
17:00 - São Paulo x Botafogo - Pacaembu (São Paulo)
17:00 - Sport Recife x Bahia - Ilha do Retiro (Recife)
17:00 - Vitória x Cruzeiro - Barradão (Salvador)
17:00 - Atlético Goianiense x Chapecoense - Serra Dourada (Goiânia)
19:00 - Santos x Grêmio - Vila Belmiro (Santos)
19:00 - Atlético Mineiro x Coritiba - Independência (Belo Horizonte)
19:00 - Atlético Paranaense x Vasco - Arena da Baixada (Curitiba)
20/11/2017 (segunda-feira)
17:00 - Fluminense x Ponte Preta - Maracanã (Rio de Janeiro)
20:00 - Avaí x Palmeiras - Ressacada (Florianópolis)

Para auxiliar na montagem dos seus times, confiram a tabela de classificação atualizada e a tabela de probabilidades.

****

Na 35ª rodada, a escalação sugerida aqui rendeu 53,09 pontos (mesmo tendo apostado em vários atletas do Botafogo). No acumulado do Campeonato, o PC Football Club tem 1760,40 pontos, média de 50,30 pontos por rodada.

Minha sugestão de escalação para esta 36ª rodada custa ao todo C$ 169,77:
- Goleiro: Fernando Prass (Palmeiras, C$ 16,95);
- Laterais: Jean (Palmeiras, C$ 13,72) e Reinaldo (Chapecoense, C$ 14,38);
- Zagueiros: Edu Dracena (Palmeiras, C$ 8,49) e Juan (Flamengo, C$ 6,12);
- Meias: Diego Souza (Sport Recife, C$ 16,46), Moisés (Palmeiras, C$ 10,14) e Gustavo Scarpa (Fluminense, C$ 12,24);
- Atacantes: Bruno Henrique (Santos, C$ 15,82), Dudu (Palmeiras, C$ 19,65) e Henrique Dourado 🔪 (Fluminense, C$ 19,68);
- Técnico: Alberto Valentim (Palmeiras, C$ 16,12).

Naturalmente, a escalação está sujeita a alterações até o fechamento do mercado, dependendo das notícias de cada clube. Acompanhem as mudanças aqui no blog!

****

A nossa Liga Jornalheiros tem 561 participantes! Faltando três rodadas para o fim do Campeonato, briga pelas primeiras posições segue bastante acirrada, com menos de 5 pontos separando o líder do vice-líder! O ranking com os 10 maiores pontuadores da Liga até agora está abaixo:

1º. Pyongyang Sport FC (Sandro Biggs Silva) 🏆, 2243,17 pts;
2º. Palmeiras.Campeao.de.novo (Flávio), 2238,83 pts; 
3º. Dale juvem (Gabriel Ckim Mitoo), 2220,64 pts;
4º. PHLC Team (Henrique Lemes), 2220,59 pts;
5º. Recifee FC (Rafael Botelho), 2201,98 pts;
6º. SICHIERI F. C. (FERNANDO), 2196,46 pts;
7º. Soy de Paraguay (Tiago Ficuciello), 2194,59 pts;
8º. Paulinho_mengão (Paulo Henrique), 2182,05 pts;
9º. Crazy Boy PE (Rogério Silva), 2179,91 pts;
10º. PulpFiction FC (Lionel Klebi), 2177,09 pts.

O mito da Liga Jornalheiros na 35ª rodada foi o time EstrelaDalvaLuto, do cartoleiro Bruno J Sales, que marcou 123,11 pontos! Parabéns!

****

O Jornalheiros é um espaço democrático: os comentários de todos são bem-vindos, lembrando sempre: respeito em primeiro lugar! Sigam as regras do blog, grafem os nomes dos clubes da maneira correta, e tratem bem todos os que interagirem aqui. Boa sorte a todos, e muito obrigado pelo prestígio de sempre ao blog!

PCFilho

PS: para os que também curtem a Loteca, estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com. Ainda há tempo de adquirir o e-book com desconto.

Probabilidades do Brasileirão 2017 após a 35ª rodada



Observação I: as probabilidades de título não estão sendo mais exibidas, porque o Corinthians garantiu a conquista do Campeonato na 35ª rodada.

Observação II: o Cruzeiro já garantiu sua vaga direta na Copa Libertadores de 2018, ao conquistar a Copa do Brasil. Assim, se o clube mineiro terminar entre os 7 primeiros do Brasileirão, os 7 primeiros colocados da competição garantirão vaga na Copa Libertadores de 2018. Se terminar entre os 5 primeiros, os 5 primeiros colocados da competição garantirão vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2018.

Observação III: também podem conquistar vagas diretas na Copa Libertadores de 2018 por outras competições: o Grêmio, que é finalista da Copa Libertadores de 2017; e o Flamengo, que é semifinalista da Copa Sul-Americana de 2017 - os vencedores das duas competições garantem suas vagas, independentemente de suas classificações em seus respectivos campeonatos nacionais.

Instruções para a leitura da tabela:

G4: probabilidade de o time terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 em uma das quatro primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores de 2018;

G7: probabilidade de o time terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 em uma das sete primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores de 2018 ou vaga na pré-Libertadores de 2018 (embora somente os 6 primeiros garantam vaga matematicamente, é muito provável [97,8%] que o Cruzeiro, que já tem vaga garantida, termine entre os 7 primeiros, abrindo mais uma vaga - e ainda que isso não aconteça, há outras possibilidades de G7, como o Grêmio, já finalista, vencer a Copa Libertadores de 2017);

G8: probabilidade de o time de terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 em uma das oito primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores de 2018 ou vaga na pré-Libertadores de 2018, caso 2 dos 8 primeiros colocados já tenham vagas obtidas em outras competições (a Chapecoense tem 20,6% de chances de terminar no G8 - o que lhe garantirá uma vaga na pré-Libertadores de 2018, caso o Cruzeiro também termine no G8, e o Grêmio conquiste a Copa Libertadores de 2017 e também termine no G8 [ou o Flamengo conquiste a Copa Sul-Americana de 2017 e também termine no G8]);

G9: probabilidade de o time terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 em uma das nove primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores de 2018 ou vaga na pré-Libertadores de 2018, caso 3 dos 9 primeiros já tenham vagas obtidas em outras competições (a Chapecoense tem 34,2% de chances de terminar no G9 - o que lhe garantirá uma vaga na pré-Libertadores de 2018, caso Cruzeiro, Grêmio e Flamengo também terminem no G9, o Grêmio vença a Copa Libertadores de 2017 e o Flamengo vença a Copa Sul-Americana de 2017);

SA813: probabilidade de o time terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 entre o 8º e o 13º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana de 2018, caso a zona de classificação à Copa Libertadores seja G7;

SA914: probabilidade de o time terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 entre o 9º e o 14º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana de 2018, caso a zona de classificação à Copa Libertadores seja G8;

SA1015: probabilidade de o time terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 entre o 10º e o 15º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana de 2018, caso a zona de classificação à Copa Libertadores seja G9;

R: probabilidade de o time terminar o Campeonato Brasileiro de 2017 em uma das quatro últimas posições, sendo rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2018.

Os porcentuais obtidos são resultados de milhares de simulações computacionais, que utilizam modelos probabilísticos baseados nos desempenhos de cada clube ao longo da competição. Os cálculos são do engenheiro Ramón Martins.

PCFilho

Brasileirão 2017 - Classificação após a 35ª rodada


Legenda:
J: jogos disputados;
PG: pontos ganhos;
V: vitórias;
E: empates;
D: derrotas;
GP: gols-pró;
GC: gols-contra;
SG: saldo de gols.

Resultados da 35ª rodada:
15/11/2017 (quarta-feira)
17:00 - Ponte Preta 2 x 1 Atlético Paranaense - Moisés Lucarelli (Campinas)
19:30 - Cruzeiro 2 x 2 Avaí - Mineirão (Belo Horizonte)
19:30 - Grêmio 1 x 0 São Paulo - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
21:45 - Vasco 1 x 1 Atlético Mineiro - São Januário (Rio de Janeiro)
16/11/2017 (quinta-feira)
20:00 - Botafogo 1 x 2 Atlético Goianiense - Engenhão (Rio de Janeiro)
20:00 - Palmeiras 5 x 1 Sport Recife - Allianz Parque (São Paulo)
20:00 - Chapecoense 2 x 1 Vitória - Arena Condá (Chapecó)
21:00 - Coritiba 1 x 0 Flamengo - Couto Pereira (Curitiba)
21:00 - Bahia 3 x 1 Santos - Fonte Nova (Salvador)
Observação: com os resultados desta rodada, o Corinthians garantiu matematicamente a conquista do título de Campeão Brasileiro de 2017.

Artilharia do Campeonato:
⚽ 18 gols: Jô (Corinthians);
⚽ 17 gols: Henrique Dourado 🔪 (Fluminense);
⚽ 13 gols: André (Sport Recife);
⚽ 12 gols: Edigar Junio (Bahia);
⚽ 11 gols: Lucca (Ponte Preta) e Diego Souza (Sport Recife);
⚽ 10 gols: Roger Rodrigues (Botafogo), Fred (Atlético Mineiro) e Thiago Neves (Cruzeiro);
⚽ 9 gols: Hernanes (São Paulo), Fernandinho (Grêmio) e Júnior Dutra (Avaí).

Jogos da 36ª rodada:
19/11/2017 (domingo)
17:00 - Flamengo x Corinthians - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
17:00 - São Paulo x Botafogo - Pacaembu (São Paulo)
17:00 - Sport Recife x Bahia - Ilha do Retiro (Recife)
17:00 - Vitória x Cruzeiro - Barradão (Salvador)
17:00 - Atlético Goianiense x Chapecoense - Serra Dourada (Goiânia)
19:00 - Santos x Grêmio - Vila Belmiro (Santos)
19:00 - Atlético Mineiro x Coritiba - Independência (Belo Horizonte)
19:00 - Atlético Paranaense x Vasco - Arena da Baixada (Curitiba)
20/11/2017 (segunda-feira)
17:00 - Fluminense x Ponte Preta - Maracanã (Rio de Janeiro)
20:00 - Avaí x Palmeiras - Ressacada (Florianópolis)

PCFilho

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Efemérides tricolores - 16 de novembro



1919: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no campo do Jardim Zoológico, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Villa Isabel, graças a dois gols do meia-atacante Zezé. Com doze vitórias e uma derrota, o Fluminense seguia na liderança da competição, dois pontos à frente do vice-líder Flamengo. O timaço tricolor venceria todas as partidas seguintes, até garantir o tricampeonato, no duelo contra o rival rubro-negro (vide 21 de dezembro).

1941: em jogo válido pela quarta rodada do quarto turno - a penúltima do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense venceu o Botafogo por 2 a 1. Os gols do Fluminense foram de Pedro Amorim e Romeu Pellicciari, e o tento do Botafogo foi de Heleno de Freitas. Faltando apenas uma rodada, o Fluminense seguia na liderança, com 44 pontos ganhos, contra 43 do Flamengo. Para a última rodada, estava agendado o Fla-Flu, o clássico que valeria o Campeonato, no campo dos rubro-negros - um jogo destinado a entrar para a história... (vide 23 de novembro).

1946: na primeira rodada do Supercampeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Flamengo. O gol tricolor na partida foi de Ademir Menezes, e o rubro-negro de Perácio. O Botafogo começou o Super na liderança, pois vencera o America por 1 a 0, na véspera. Os quatro clubes disputariam o título em turno e returno, após terminarem empatados em pontos ganhos, no Campeonato Carioca mais equilibrado da história. Na segunda rodada, o Fluminense enfrentaria o America, e o Botafogo pegaria o Flamengo (vide 24 de novembro).

1952: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Bonsucesso, no Estádio do Maracanã. Os gols dos campeões mundiais foram anotados por Didi, Telê e Orlando Pingo de Ouro.

1960: na partida de volta da semifinal da Taça Brasil, diante de 50.000 pessoas no Maracanã, o Fluminense perdeu para o Palmeiras por 1 a 0, devido a um gol de Humberto nos instantes finais, e assim foi eliminado. O Palmeiras golearia o Fortaleza na final, e se sagraria campeão da competição, que confrontava os campeões estaduais do ano anterior, e valia vaga na Copa Libertadores.

1972: o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Grêmio, no Maracanã, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Os gols da vitória tricolor foram do aniversariante Lula e do zagueiro Silveira (de cabeça), ambos no segundo tempo do jogo.

1974: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense venceu o Madureira por 1 a 0, gol do lateral-esquerdo Marco Antônio, aos quatro minutos do segundo tempo.

1978: em partida válida pelo Campeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense ganhou por 4 a 0 do Madureira, com gols de Luiz Fumanchu (dois) e Doval (dois).

1994: o Fluminense derrotou o Flamengo por 3 a 0, no Maracanã, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, com um gol de Luís Henrique e dois de Ézio (um de pênalti). Este foi o segundo jogo e a segunda vitória tricolor em uma sequência de sete Fla-Flus sem derrota, entre 8 de maio de 1994 e 18 de outubro de 1995.

1999: na terceira partida das oitavas-de-final da Série C do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Moto Club, no Maracanã, e garantiu sua classificação para as quartas-de-final. Os gols foram de Paulo César (de falta) e Magno Alves. Na jornada rumo ao título e ao retorno à elite do futebol nacional, o próximo adversário seria o Americano de Campos, valendo uma vaga no quadrangular final.

2000: na sequência da ótima campanha no Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange), o Fluminense venceu o Coritiba por 2 a 0, no Estádio do Maracanã, gols de Fernando Diniz e Magno Alves. Cumprindo ótima campanha, o Tricolor já estava garantido na fase mata-mata da competição, consolidando seu retorno à elite do futebol brasileiro.

2011: em atuação espetacular do centroavante Fred, o Fluminense venceu o Grêmio por 5 a 4, no Engenhão, com quatro gols do artilheiro e um de Rafael Sobis. No segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Fluminense tinha onze vitórias, um empate e quatro derrotas - o time seria o campeão simbólico do returno, mas chegaria somente em terceiro lugar no Brasileirão, devido à campanha irregular no primeiro turno.

****

Aniversariantes do dia:

Luís Ribeiro Pinto Neto, o Lula (1946), ponta-esquerda pernambucano que atuou no Fluminense entre 1965 e 1974, tendo conquistado diversos títulos com a camisa tricolor (Torneio Pará-Guanabara de 1966, Taças Guanabara de 1966 e 1969, Campeonatos Cariocas de 1969, 1971 e 1973, Campeonato Brasileiro de 1970 e Torneio Internacional do Rio em 1973). Em 377 jogos pelo Fluminense, marcou 102 gols, um deles o gol do título do Campeonato Carioca de 1971, na decisão contra o Botafogo.


Joaquim Germano Neto, o Dudu Maravilha (1955), meio-campista mineiro que fez parte do elenco do Fluminense nas temporadas de 1974 e 1975.
"Dudu Maravilha" no Maracanã.

PCFilho

Ficha Técnica: Corinthians 3 x 1 Fluminense

Foto: Marcos Ribolli.

15/11/2017 - Corinthians 3 x 1 Fluminense - Itaquerão (São Paulo)
Motivo: Campeonato Brasileiro 2017, 35ª rodada.
Público: 46.189 presentes (45.775 pagantes).
Renda: R$ 2.882.688,00.
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC).
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC e FIFA) e Neuza Inês Back (SC e FIFA).
Corinthians: Caíque França; Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho (Jadson, no intervalo), Rodriguinho e Clayson (Maycon, aos 38 do 2º tempo); Ángel Romero e Jô (Danilo, aos 48 do 2º tempo). Técnico: Fábio Carille.
Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Reginaldo, Henrique e Léo Pelé; Marlon Freitas (Pedro, aos 33 do 2º tempo), Wendel, Gustavo Scarpa e Júnior Sornoza (Matheus Alessandro, aos 19 do 2º tempo); Marcos Júnior (Peu, aos 27 do 2º tempo) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Gols:
0-1: Henrique, de cabeça, a 1 do 1º tempo [assistência de Marcos Júnior];
1-1: Jô, de cabeça, a 1 do 2º tempo [assistência de Clayson];
2-1: Jô, de cabeça, aos 3 do 2º tempo;
3-1: Jadson, aos 39 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Léo Pelé, aos 45 do 1º tempo; Henrique Dourado, aos 46 do 1º tempo; Reginaldo, aos 11 do 2º tempo; Gabriel, aos 14 do 2º tempo; Pedro, aos 34 do 2º tempo; Henrique, aos 34 do 2º tempo; Lucas, aos 52 do 2º tempo.
Observação: com o resultado, o Corinthians garantiu matematicamente a conquista do Campeonato Brasileiro de 2017. É o sétimo título do clube paulista, que também levantou a taça em 1990, 1998, 1999, 2005, 2011 e 2015.

O Fluminense segue com 43 pontos ganhos em 35 partidas disputadas (campanha de 10 vitórias, 13 empates e 12 derrotas, 46 gols-pró e 50 gols-contra).

PCFilho

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Efemérides tricolores - 15 de novembro


1914: o Fluminense encerrou sua campanha no Campeonato Carioca com uma derrota por 2 a 1 para o Flamengo, na rua General Severiano, terminando assim na quarta colocação. Os gols do jogo foram de Alberto Borgerth e Riemer para o Flamengo, e de Oswaldo Gomes para o Fluminense. Os rubro-negros, que ainda tinham uma partida para fazer, confirmaram a conquista de seu primeiro campeonato, no dia do seu 19º aniversário.

1917: o Fla-Flu amistoso, no campo da rua Paysandu, terminou empatado em 3 a 3. Os gols tricolores foram de Machado, Moraes e Zezé (de pênalti), enquanto Riemer, James Calvert e Carregal marcaram para os rubro-negros. Nas semanas seguintes, o time tricolor jogaria as cinco rodadas restantes do Campeonato Carioca - e confirmaria a conquista do primeiro título do histórico tricampeonato do Rio de Janeiro.

1935: o Fluminense derrotou o Flamengo por 2 a 1, no amistoso de comemoração do 40º aniversário do co-irmão rubro-negro, realizado no Estádio de Laranjeiras. Hércules e Romeu Pellicciari marcaram os gols tricolores, e Alfredinho fez o rubro-negro. Com a vitória, o Fluminense recebeu as Taças Arnaldo Guinle e Fla x Flu.

1936: em jogo válido pelo terceiro turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense perdeu por 2 a 1 para o America. Mamede e Orlandinho marcaram os gols dos visitantes, e Hércules anotou para os tricolores. Com o tropeço, o Fluminense passou a ter oito vitórias, dois empates e duas derrotas, na campanha que terminaria com o primeiro título do tricampeonato do Rio de Janeiro.

1942: o Fla-Flu amistoso, em benefício das crianças pobres da cidade, no Estádio de Laranjeiras, terminou empatado em 1 a 1. Pedro Nunes abriu o placar para os tricolores, e Zizinho empatou para os visitantes, que receberam as faixas de campeões cariocas antes do jogo. Apesar de os rubro-negros terem vencido o Campeonato, o retrospecto dos Fla-Flus no ano terminou empatado: uma vitória para cada lado e três empates.

1947: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 3 a 2 do Olaria, graças aos gols de Ademir Menezes, Pedro Amorim e Juvenal (de falta).

1948: em jogo disputado no Estádio de Laranjeiras, pelo returno do Campeonato Carioca, o Fluminense goleou o Olaria por 7 a 2, graças aos gols de Santo Cristo (dois), Rodrigues Tatu (dois, um de pênalti), Orlando Pingo de Ouro, Simões e Cento-e-Nove.

1949: no segundo amistoso no Estádio Governador Punaro Bley, em Vitória, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Vitória (do Espírito Santo), graças aos gols de Carlyle e Orlando Pingo de Ouro.

1953: diante de 100.275 presentes (86.917 pagantes) no Maracanã, o Fluminense derrotou o Vasco por 2 a 1, em partida do returno do Campeonato Carioca. Os gols tricolores foram de Didi e Mirim (contra).

1957: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, perante 24.512 presentes (20.411 pagantes) no Maracanã, o Fluminense venceu o Canto do Rio por 5 a 0, gols de Waldo (dois), Léo Briglia e Telê (dois).

1961: em jogo amistoso para a inauguração dos refletores do Estádio Mário Pessoa, em Ilhéus, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Vitória (da Bahia), com um gol de Telê, aos 28 minutos do segundo tempo.

1964: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, diante de 48.698 pagantes no Maracanã, o Fluminense venceu o America por 3 a 0, gols de Gílson Nunes e Amoroso (dois). O Tricolor acumulava quatorze vitórias, três empates e três derrotas na competição. Fluminense e Bangu brigariam ponto a ponto até a rodada final, terminariam empatados, e decidiriam o título em duas partidas extras, com vitória tricolor (vide 16 de dezembro e 20 de dezembro).

1977: em clássico válido pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense derrotou o Flamengo por 2 a 1, no dia do 82º aniversário do rival. Zezé e Cafuringa abriram 2 a 0 para os tricolores no primeiro tempo, e Zico descontou para os rubro-negros na etapa complementar. Após onze edições do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ainda permanecia invicto contra o Flamengo: desde 1967, houve 11 Fla-Flus pelo Brasileirão, com 8 vitórias tricolores e 3 empates. 

1980: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Botafogo, no Maracanã. Os dois gols tricolores foram do centroavante Cláudio Adão, enquanto Mendonça (de pênalti) e João Carlos fizeram para os alvinegros. Após ter vencido o primeiro turno, o Fluminense aguardava seu adversário na decisão do Campeonato - seria o Vasco, e o Tricolor levantaria a taça (vide 30 de novembro).

1984: em partida válida pela oitava rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense perdeu por 2 a 1 para o Vasco, no Maracanã. O gol tricolor foi de Leomir, cobrando pênalti, e os do Vasco foram de Marcelo. Os dois clubes se classificariam para o triangular final: o Vasco por vencer o segundo turno, e o Fluminense por cumprir a melhor campanha geral. No duelo seguinte entre os clubes, já pelo triangular, o Fluminense derrotaria o Vasco (vide 9 de dezembro). Depois, venceria também o Flamengo (vide 16 de dezembro), para se sagrar bicampeão do Rio de Janeiro.

2001: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Durival Britto, em Curitiba, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Paraná, gol do zagueiro Régis, de cabeça, aos 13 minutos do segundo tempo. Com 44 pontos ganhos, o Tricolor garantiu sua classificação para as quartas-de-final da competição.

2008: em jogo do Campeonato Brasileiro, diante de 42.023 presentes (40.364 pagantes) no Maracanã, o Fluminense ganhou por 3 a 1 da Portuguesa de São Paulo, de virada, graças aos gols de Washington "Coração Valente", Tartá e Romeu.

2009: em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, diante de 55.030 presentes (52.511 pagantes) no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Atlético Paranaense, graças aos gols de Fred e Maicon. Seguia em curso a espetacular Arrancada Histórica: contando jogos do Brasileirão e da Copa Sul-Americana, o "time de guerreiros" ampliou a sequência invicta para 11 partidas, sendo 6 vitórias consecutivas. Ainda na zona de rebaixamento, o Fluminense estava a 2 pontos do Botafogo, a 4 do próprio Atlético Paranaense e a 5 do Coritiba e do Vitória (os dois últimos seriam adversários nas rodadas finais).
A classificação do Brasileirão 2009 após a 35ª rodada.

2014: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Botafogo, gol do volante Edson, de cabeça, aos 29 minutos do segundo tempo.


****

Aniversariante do dia:


Mateus Mário de Felice, o Mateus (1941), atacante que integrou o elenco do Fluminense na temporada de 1964, ano em que fez parte do time que conquistou o Campeonato Carioca.

PCFilho

Xadrez - Mate em 69! (Van Gool; Chéron)

Johan Christoffel van Gool, André Chéron; Journal de Genève, 1977.
Código FEN: 1K1n2q1/1p4pR/1prPPpPn/1RB1p1rP/8/1B2p3/2p2b2/1k2N3 w - - 0 1.

As Brancas jogam e dão xeque-mate em 69 lances! Este problema é famoso por um motivo: até hoje, é o mais longo problema de mate direto já composto, com a solução atendendo às restrições de só ter xeques e não ter duais.

(White to play and give checkmate in 69 moves! This problem is famous for one reason: until today, it is the longest direct mate problem ever composed, with the solution meeting the restrictions of only having checks and having no duals.)

PCFilho

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Palpites da Loteca - Concurso 776


Amigos e amigas, seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 776 da Loteca. Nos parênteses ao lado de cada jogo, há três porcentuais: o primeiro refere-se às apostas na vitória do time mandante, o segundo refere-se às apostas no empate, e o terceiro refere-se às apostas na vitória do time visitante:
1) Flamengo x Corinthians (50% 35% 15%)
2) São Paulo x Botafogo (70% 15% 15%)
3) Sport Recife x Bahia (35% 30% 35%)
4) Goiás x Internacional (20% 30% 50%)
5) Londrina x América MG (40% 30% 30%)
6) Criciúma x Ceará (25% 25% 50%)
7) Santos x Grêmio (70% 20% 10%)
8) Atlético Goianiense x Chapecoense (30% 30% 40%)
9) CRB x Paraná (25% 25% 50%)
10) Boa Esporte x Brasil de Pelotas (65% 20% 15%)
11) Atlético Mineiro x Coritiba (80% 10% 10%)
12) Vitória x Cruzeiro (40% 30% 30%)
13) Atlético Paranaense x Vasco (65% 20% 15%)
14) Paysandu x Santa Cruz (75% 15% 10%)

Os porcentuais são a base do método que explico no e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

As apostas neste concurso 776 da Loteca podem ser registradas até as 14:00 de Brasília do sábado 18, em qualquer casa lotérica do território brasileiro. De acordo com a Caixa Econômica Federal, a estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos é de R$ 2.100.000,00 (dois milhões e cem mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa em seu site, na tarde da segunda-feira 20.

Vocês concordam com os porcentuais acima? Discordam deles? Qual será a grande zebra do concurso? Qual é a aposta ideal para abocanhar o prêmio deste concurso acumulado da Loteca? Será um prazer receber os seus comentários abaixo!

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho