segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Probabilidades do Brasileirão 2017 após a 30ª rodada



Legenda:
T: probabilidade de o time ser o Campeão Brasileiro de 2017.
G4: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores.
G6: probabilidade de o time de terminar a competição nas seis primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores ou vaga na pré-Libertadores.
G7: probabilidade de o time de terminar a competição nas sete primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores ou vaga na pré-Libertadores, caso um dos 7 primeiros já tenha vaga obtida em outra competição.
SA712: probabilidade de o time terminar a competição entre o 7º e o 12º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana, em caso de G6.
SA813: probabilidade de o time terminar a competição entre o 8º e o 13º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana, em caso de G7.
R: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro últimas posições, sendo rebaixado para a Série B.

Os porcentuais obtidos são resultados de milhares de simulações computacionais, que utilizam modelos probabilísticos baseados exclusivamente nos desempenhos de cada clube ao longo da competição. Os cálculos são do engenheiro Ramón Martins.

Observação I: o Cruzeiro já garantiu sua vaga direta na Copa Libertadores de 2018, ao conquistar a Copa do Brasil. Assim, se o clube mineiro terminar entre os 7 primeiros do Brasileirão, os 7 primeiros colocados da competição garantirão vaga na Copa Libertadores de 2018. Se terminar entre os 5 primeiros, os 5 primeiros colocados da competição garantirão vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2018.

Observação II: também podem conquistar vagas diretas na Copa Libertadores de 2018 por outras competições: o Grêmio, que pode conquistar a Copa Libertadores de 2017; e Fluminense, Flamengo e Sport Recife, que podem conquistar a Copa Sul-Americana de 2017.

PCFilho

Brasileirão 2017 - Classificação após a 30ª rodada



Legenda:
J: jogos disputados;
PG: pontos ganhos;
V: vitórias;
E: empates;
D: derrotas;
GP: gols-pró;
GC: gols-contra;
SG: saldo de gols.

Resultados da 30ª rodada:
21/10/2017 (sábado)
17:00 - Vasco 1 x 1 Coritiba - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/10/2017 (domingo)
17:00 - Santos 1 x 0 Atlético Goianiense - Vila Belmiro (Santos)
17:00 - São Paulo 2 x 0 Flamengo - Pacaembu (São Paulo)
17:00 - Cruzeiro 1 x 3 Atlético Mineiro - Mineirão (Belo Horizonte)
17:00 - Atlético Paranaense 2 x 1 Sport Recife - Arena da Baixada (Curitiba)
17:00 - Grêmio 1 x 3 Palmeiras - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
17:00 - Bahia 2 x 1 Vitória - Fonte Nova (Salvador)
19:00 - Ponte Preta 1 x 2 Avaí - Moisés Lucarelli (Campinas)
19:00 - Chapecoense 2 x 0 Fluminense - Arena Condá (Chapecó)
23/10/2017 (segunda-feira)
20:00 - Botafogo 2 x 1 Corinthians - Engenhão (Rio de Janeiro)

Artilharia do Campeonato:
⚽ 16 gols: Henrique Dourado 🔪 (Fluminense);
⚽ 15 gols: Jô (Corinthians);
⚽ 10 gols: Lucca (Ponte Preta), Roger Rodrigues (Botafogo) e André (Sport Recife);
⚽ 8 gols: Hernanes (São Paulo), Diego Souza (Sport Recife), Thiago Neves (Cruzeiro), Fernandinho (Grêmio) e Diego (Flamengo);
⚽ 7 gols: Willian (Palmeiras), Fred (Atlético Mineiro), Tréllez (Vitória), Neílton (Vitória), Lucas Pratto (São Paulo) e Júnior Dutra (Avaí).

Jogos da 31ª rodada:
28/10/2017 (sábado)
17:00 - São Paulo x Santos - Pacaembu (São Paulo)
19:00 - Flamengo x Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro)
21:00 - Atlético Paranaense x Chapecoense - Arena da Baixada (Curitiba)
29/10/2017 (domingo)
17:00 - Fluminense x Bahia - Maracanã (Rio de Janeiro)
17:00 - Atlético Mineiro x Botafogo - Independência (Belo Horizonte)
17:00 - Ponte Preta x Corinthians - Moisés Lucarelli (Campinas)
18:00 - Sport Recife x Coritiba - Ilha do Retiro (Recife)
18:00 - Vitória x Atlético Goianiense - Barradão (Salvador)
19:00 - Avaí x Grêmio - Ressacada (Florianópolis)
30/10/2017 (segunda-feira)
20:00 - Palmeiras x Cruzeiro - Allianz Parque (São Paulo)

PCFilho

Ficha Técnica: Chapecoense 2 x 0 Fluminense

Foto: Nelson Perez (Fluminense FC).

22/10/2017 - Chapecoense 2 x 0 Fluminense - Arena Condá (Chapecó)
Motivo: Campeonato Brasileiro 2017, 30ª rodada.
Público: 10.010 presentes (9.481 pagantes).
Renda: R$ 206.290,00.
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE).
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO).
Chapecoense: Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Amaral (Elicarlos, aos 30 do 2º tempo), Moisés Ribeiro, Canteros e Luiz Antônio; Arthur Caike (Lucas Mineiro, aos 39 do 2º tempo) e Wellington Paulista (Júlio César, aos 20 do 2º tempo). Técnico: Gilson Kleina.
Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Gum, Reginaldo e Marlon; Richard (Robinho, aos 23 do 2º tempo), Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa (Luquinhas, aos 31 do 2º tempo); Marcos Júnior (Romarinho, aos 31 do 2º tempo) e Pedro. Técnico: Abel Braga.
Gols:
1-0: Arthur Caike, aos 3 do 1º tempo;
2-0: Wellington Paulista, a 1 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Douglas, aos 37 do 1º tempo; Gum, aos 44 do 1º tempo.
Observação: há dúvida se a bola de fato entrou no segundo gol da Chapecoense.

Manteve-se o tabu: o Fluminense jamais venceu a Chapecoense na história. Em 9 jogos, foram 6 vitórias da Chapecoense e 3 empates (lista de resultados em História - Fluminense x Chapecoense).

PCFilho

Efemérides tricolores - 23 de outubro


1905: no dia seguinte à goleada sobre o Botafogo (vide 22 de outubro), o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Football & Athletic, gol de Emile Etchegaray, em novo amistoso no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras).

1906: o sócio do Fluminense Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo bem-sucedido do 14-Bis. No campo de Bagatelle, em Paris, o Oiseau de Proie II percorreu sessenta metros em sete segundos, a uma altura de aproximadamente dois metros, diante de cerca de mil espectadores, dentre os quais a comissão oficial do Aéro-Club de France. O pouso brusco danificou as rodas do 14-Bis, que ainda não era totalmente controlável. Nas semanas seguintes, Santos Dumont implementaria melhorias na aeronave, e faria um voo mais longo (vide 12 de novembro).

1921: em sua última partida no Campeonato Sul-Americano, no Estádio do Barracas, em Buenos Aires, a Seleção Brasileira perdeu para o Uruguai por 2 a 1, mas ainda assim terminaria como vice-campeã, com maior goal-average que o próprio Uruguai e o Paraguai. Com três jogadores tricolores, Seleção atuou assim: Kuntz [Flamengo]; Barata [America] e Telefone [Flamengo]; Laís [Fluminense], Alfredinho [Botafogo] e Dino [Flamengo]; Frederico [Bangu], Zezé [Fluminense], Candiota [Flamengo], Machado [Fluminense] e Orlando Torres [Flamengo]. O gol da Seleção foi do tricolor Zezé.

1927: em jogo válido pelas quartas-de-final do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, em São Januário, a Seleção Carioca ganhou por 5 a 3 da Seleção Mineira. Com três jogadores tricolores, os cariocas atuaram assim: Amado [Flamengo]; Itália [Vasco] e Hélcio [Flamengo]; Nesi [Vasco], Floriano [Fluminense] e Fortes [Fluminense] (Walter [America]); Paschoal [Vasco], Russinho [Vasco], Alfredinho [Fluminense], Nilo [Botafogo] e Moderato [Flamengo]. Os gols cariocas foram de Alfredinho, Nilo (três) e Russinho. Na preliminar, a Seleção Baiana venceu a Paranaense por 3 a 2. No mesmo dia, o Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, sediou os outros dois jogos das quartas-de-final: São Paulo 5 x 0 Espírito Santo e Rio Grande do Sul 6 x 0 Pará.

1938: em partida válida pela sétima rodada do turno do Campeonato Carioca, em Campos Sales, o Fluminense venceu o America por 3 a 0, gols de Celeste, Tim e Sandro. Com seis vitórias e uma derrota, o timaço do Fluminense iniciava a campanha que terminaria com a conquista do tricampeonato do Rio de Janeiro.

1949: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Bonsucesso, graças aos gols de Silas e Rodrigues Tatu (dois, um de falta). Cidinho marcou o gol dos visitantes.

1960: em partida válida pela terceira rodada do returno do Campeonato Carioca, o Fluminense derrotou o Olaria por 2 a 1, de virada, com 7.152 pagantes no Maracanã. No primeiro tempo, Nélson abriu o placar para o Olaria, de pênalti. O Fluminense virou na etapa complementar, com gols de Paulinho Omena (aos 22 minutos) e Maurinho (aos 37).

1968: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, na Fonte Nova, em Salvador, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Bahia. Wilton abriu 2 a 0 para o Fluminense, com gols aos 3 e aos 9 do primeiro tempo. Na etapa final, Moraes descontou para o Bahia aos 13, e Nélio marcou o terceiro gol tricolor aos 22, cobrando pênalti.

1983: em partida válida pela sexta rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Bangu, no Maracanã. O gol do Bangu foi do endiabrado ponta Marinho, aos 24 minutos do segundo tempo. Quatro minutos depois, José Roberto Wright expulsou o tricolor Assis e o bangüense Mococa. Por ter vencido o primeiro turno, o Fluminense já estava classificado para o triangular final, no qual enfrentaria o próprio Bangu e o Flamengo, para se sagrar campeão.
Flagrante do jogo entre Fluminense e Bangu, em 23 de outubro de 1983.

1986: em jogo pela quarta rodada da segunda fase do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Vitória, gol do zagueiro Ricardo Gomes, de cabeça, aos 39 minutos do segundo tempo.

1993: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Mineirão, em Belo Horizonte, o Fluminense derrotou o Atlético Mineiro por 2 a 1, graças a dois gols do atacante Nílson, ainda no primeiro tempo. Os anfitriões descontaram com Valdir Benedito, de pênalti, na etapa final.

1999: em amistoso no Estádio Municipal de Juiz de Fora, o Fluminense ganhou por 3 a 2 do Tupynambás, graças aos gols de Arinélson, Magno Alves e Marco Brito.

2017: a torcida do Fluminense foi homenageada pela FIFA, em sua cerimônia de premiação dos melhores do ano, em Londres, por conta dos tributos prestados ao treinador Abel Braga, na semana do trágico falecimento de seu filho.
Imagem do canal de TV por assinatura Sportv.

****

Aniversariantes do dia:

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé (1940), o maior craque da história do futebol, único atleta a ter conquistado três Copas do Mundo até hoje. Pelé atuou uma vez pelo Fluminense, contra o Racca Rovers, da Nigéria, no dia 26 de abril de 1978. Contra o Fluminense, Pelé jogou 13 vezes: 11 jogos pelo Santos (3 vitórias do Fluminense, 3 empates e 5 vitórias do Santos, com 5 gols dele), 1 jogo-treino pela Seleção Brasileira (vitória da Seleção, com 1 gol dele) e 1 amistoso pela Seleção da Nigéria (vitória do Fluminense).
Edevaldo, Pelé, Rubens Galaxe e o árbitro da partida contra o Racca Rovers.

Jairo do Nascimento (1946), goleiro com 17 atuações pelo Fluminense entre 1969 e 1971. Participou de jogos nas campanhas vitoriosas do Campeonato Brasileiro de 1970 e da Taça Guanabara de 1971. Posteriormente, fez sucesso no Coritiba, clube em que se tornou ídolo.
O goleiro Jairo, com a camisa do Coritiba.

Leonardo da Silva Moura (1978), lateral-direito com 2 gols marcados em 60 partidas pelo Fluminense, durante a temporada de 2004.
Léo Moura, um dos poucos jogadores que atuaram pelos quatro grandes do Rio.

Rodolfo Dantas Bispo (1982), zagueiro revelado pelo Fluminense, com 11 gols marcados em 97 jogos pelo time profissional tricolor, entre as temporadas de 2002 e 2004. Especializado em cobranças de falta, marcou cinco gols desta maneira. Foi campeão Carioca em 2002.
Rodolfo em treino do Fluminense.

Fábio Henrique Tavares, o Fabinho (1993), lateral-direito revelado pelo Fluminense. Chegou a ser relacionado para uma partida do time profissional, no Campeonato Brasileiro de 2012 (Corinthians 0 x 1 Fluminense), mas não entrou em campo. Foi negociado com o Rio Ave, de Portugal, clube que, um mês depois, o vendeu para o Real Madrid, da Espanha. Em 2013, transferiu-se para o Mônaco, onde atua até hoje. Fabinho já teve algumas convocações para a Seleção Brasileira (vide A história do lateral-direito Fabinho).
Fabinho com a camisa tricolor (foto: Nelson Perez/FFC).

PCFilho

domingo, 22 de outubro de 2017

Efemérides tricolores - 22 de outubro



1905: no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense venceu o Botafogo por 6 a 0, gols de Emile Etchegaray, Hargreaves, Albert Victor Buchan, Edwin Cox e Horácio da Costa Santos (dois). Este foi o primeiro duelo do clássico mais antigo do futebol brasileiro - que, por isso mesmo, é conhecido como Clássico Vovô. De acordo com a Gazeta de Notícias, as escalações foram as seguintes - Fluminense: Conrado Mutzembecker; Victor Etchegaray e Jack Robinson; Luiz Pederneiras, Albert Victor Buchan e Edgard Gulden; Hargreaves, Horácio da Costa Santos, Edwin Cox, Félix Frias e Emile Etchegaray; Botafogo: Álvaro WerneckOctávio Werneck e João Leal; Adhemaro de Lamare, Raul Maranhão e Pullen; Flávio Ramos, Norman Hime, Ataliba Sampaio, Mendes Campos e Pereira da Silva.

1916: em partida disputada no campo da rua Guanabara, pelo Campeonato Carioca, o Flamengo vencia o Fluminense por 2 a 1, quando o árbitro anulou duas defesas seguidas de pênalti do goleiro tricolor Marcos Carneiro de Mendonça. Revoltada, a torcida tricolor invadiu o campo, e o jogo teve que ser cancelado. Um dos invasores do gramado foi o escritor Coelho Netto, torcedor fanático do Fluminense. No duelo remarcado, em 8 de dezembro, o Fluminense venceria por 3 a 1.

1922: diante de 25.000 pessoas no Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, a Seleção Brasileira venceu o Paraguai por 3 a 0, com um gol de Neco e dois de Formiga, e conquistou assim o segundo Campeonato Sul-Americano de sua história (o segundo no sagrado solo tricolor). Os tricolores Laís e Fortes foram titulares na partida decisiva (o goleiro Marcos também participou da campanha). A escalação da Seleção foi a seguinte: Kuntz [Flamengo]; Palamone [Botafogo] e Barthô [São Bento-SP]; Laís [Fluminense], Amílcar [Corinthians] e Fortes [Fluminense]; Formiga [Paulistano], Neco [Corinthians], Heitor [Palestra Itália-SP], Tatu [Corinthians] e Rodrigues [Corinthians]. No mesmo dia, a Seleção reserva conquistou a Copa Roca derrotando a Argentina por 2 a 1, de virada, no Parque Antártica - o tricolor Zezé estava na equipe que jogou em São Paulo.

1933: o Fluminense derrotou o Vasco por 1 a 0, em São Januário, em partida válida tanto pelo Torneio Rio-São Paulo quanto pelo returno do Campeonato Carioca. O gol da vitória tricolor no campo do adversário foi marcado pelo craque Preguinho, aos dez minutos do primeiro tempo.

1950: no primeiro Fla-Flu da história do Estádio do Maracanã, jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense derrotou o Flamengo por 2 a 1. Carlyle fez 1 a 0 para os tricolores, Píndaro (contra) empatou para os rubro-negros, e Silas marcou o gol da vitória do Fluminense. O público foi de 37.278 pagantes - naturalmente, o maior da história do clássico até aquela data.

1955: em jogo válido pela décima rodada do primeiro turno do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Botafogo, na comemoração do 50º aniversário do Clássico Vovô. Aos 12 minutos do primeiro tempo, Waldo sofreu falta na entrada da área, e os presentes no Maracanã testemunharam um golaço. Quando o meia Didi chutou, o goleiro botafoguense Lugano adiantou-se alguns passos para a esquerda, mas a bola fez uma curva impressionante e entrou no ângulo direito. Foi uma pintura à altura do cinquentenário do clássico mais tradicional do futebol brasileiro.

1970: em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o São Paulo, no Maracanã. Marco Antônio marcou o gol do Fluminense, e Gérson fez para o São Paulo. Com cinco vitórias, um empate e uma derrota, o Tricolor iniciava a campanha daquele que seria seu primeiro título nacional.

1977: em partida disputada no Maracanã, válida pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu por 2 a 1 o Sergipe. Marinho Chagas (de pênalti) e Gílson Gênio marcaram para o Fluminense, e Perivaldo descontou para o Sergipe.

1980: em jogo válido pelo primeiro turno do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Campo Grande, gols de Mário Marques e Cláudio Adão (de pênalti). Com nove vitórias, três empates e uma derrota, o Fluminense iniciava a campanha de mais um título estadual do Rio de Janeiro.

1981: em partida válida pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Serrano de Petrópolis, no Estádio do Maracanã, graças aos gols de Deley, Edinho e Gilcimar.

1995: o Fluminense derrotou o Vitória por 2 a 1, no Kléber Andrade, em Cariacica, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. Gaúcho abriu o placar para o Tricolor, Elias empatou para o Vitória, e Anderson Barbosa decidiu o jogo aos 47 do segundo tempo. O Fluminense já estava classificado para a semifinal do Brasileirão, por ter vencido o seu grupo na primeira fase.

1997: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu o Corinthians por 1 a 0, na rua Bariri. O gol da vitória tricolor foi de Nildo.

2000: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange), o Fluminense derrotou o Corinthians por 3 a 1, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Os tricolores abriram 3 a 0 com Roger Flores, Roni e Magno Alves, e os corinthianos marcaram seu gol de honra com Marcelinho Carioca. Os atletas do Fluminense dedicaram a vitória ao treinador Valdyr Espinosa, que não dirigiu o time devido ao falecimento de seu pai, tendo sido substituído pelo filho Rivelino Serpa.

2003: o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Corinthians, no Estádio do Maracanã, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. O gol da vitória tricolor foi anotado pelo centroavante Romário, aos 41 minutos do segundo tempo.

2009: no jogo de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana, o Fluminense empatou em 2 a 2 com a Universidad de Chile, no Maracanã. Os dois gols tricolores foram do centroavante Fred. A partida de volta, no Chile, seria disputada em 5 de novembro.

2014: o Fluminense venceu o Santos por 1 a 0, na Vila Belmiro, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. A vitória tricolor foi dramática: o gol de Édson saiu somente aos 45 minutos do segundo tempo.

****

Aniversariante do dia:

Alberto Soares de Araújo, o Tulica (1952), centroavante com 3 gols marcados em 14 partidas pelo Fluminense no primeiro semestre da temporada de 1980.

PCFilho

sábado, 21 de outubro de 2017

Programação da Loteca - Concurso 773


Amigos e amigas, confiram abaixo a programação com as 14 partidas que compõem o concurso número 773 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Elas serão disputadas no sábado 28 e no domingo 29, válidas pelas Séries A e B do Campeonato Brasileiro:
1) São Paulo x Santos (sábado)
2) Flamengo x Vasco (sábado)
3) Sport Recife x Coritiba (domingo)
4) Internacional x Ceará (sábado)
5) Goiás x Guarani (sábado)
6) Boa Esporte x América MG (sábado)
7) Vitória x Atlético Goianiense (domingo)
8) Atlético Paranaense x Chapecoense (sábado)
9) Avaí x Grêmio (domingo)
10) ABC x Londrina (sábado)
11) Santa Cruz x Luverdense (sábado)
12) Fluminense x Bahia (domingo)
13) Atlético Mineiro x Botafogo (domingo)
14) Ponte Preta x Corinthians (domingo)

Os bilhetes deste concurso 773 da Loteca poderão ser registrados a partir da manhã da segunda-feira 23, até as 14:00 de Brasília do sábado 28, em qualquer casa lotérica do território brasileiro. Recomendamos que os leitores registrem suas apostas com a máxima antecedência possível, a fim de evitar filas e outros transtornos.

Confiram em breve aqui no Jornalheiros os porcentuais estimados de apostas para os 14 jogos. Os porcentuais são a base do método de apostas que explico no e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

Em cada um dos 14 jogos, o apostador deve escolher um dos três resultados possíveis: coluna 1 (vitória do mandante), coluna do meio (empate) ou coluna 2 (vitória do visitante). A aposta mínima na Loteca dá direito a um palpite duplo e custa R$ 2,00 (dois reais). Para cada palpite duplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 2. Para cada palpite triplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 3. Abaixo, a tabela com as apostas possíveis e seus respectivos preços:

Abaixo, a seção dos comentários está sempre aberta para que vocês façam suas observações. Qual será a grande zebra deste concurso? Qual time não perderá de jeito nenhum? Esperamos as suas opiniões! Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros! Apostem com moderação, e boa sorte rumo aos 14 acertos!

PCFilho

Efemérides tricolores - 21 de outubro


1906: em partida válida pela última rodada do Campeonato Carioca, no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense, que já havia garantido o título, derrotou o Bangu por 2 a 0, gols de Horácio da Costa Santos e Edwin Cox. A campanha tricolor na competição foi finalizada com 10 jogos, 9 vitórias e 1 derrota, 52 gols-pró e 6 gols-contra. Horácio (com 18) e Edwin (com 16) foram os dois maiores artilheiros da competição. O primeiro campeão do Rio de Janeiro só poderia mesmo ser o Fluminense...

1923: na semifinal do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, no Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, a Seleção Carioca venceu a Seleção Baiana por 2 a 0, com gols de Fortes e Nilo. Com três atletas tricolores, a escalação carioca foi a seguinte: Nelson [Vasco]; Alemão [Botafogo] e Palamone [Botafogo]; Nesi [São Cristóvão], Seabra [Flamengo] e Fortes [Fluminense]; Zezé [Fluminense], Coelho [Fluminense], Nilo [Botafogo], Junqueira [Flamengo] e Moderato [Flamengo]. Na decisão, na semana seguinte, a Seleção Carioca enfrentaria a Seleção Paulista

1951: em jogo válido pela última rodada do turno do Campeonato Carioca, diante de 49.252 presentes (39.520 pagantes) no Maracanã, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Botafogo. Ruarinho marcou para o Botafogo, aos 37 minutos da etapa inicial, de cabeça, e Telê empatou para o Fluminense, aos 32 do segundo tempo, também de cabeça. Com campanha de sete vitórias, dois empates e uma derrota, o Fluminense liderava o Campeonato Carioca, ao lado do Bangu - no returno, os dois clubes brigariam rodada a rodada pela ponta, terminariam empatados, e decidiriam o título em duas partidas-desempate, em janeiro.

1956: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, na rua Bariri, o Fluminense ganhou por 5 a 0 do Olaria, gols do zagueiro Pinheiro (dois, um de falta) e do centroavante Waldo (três). Foi a quinta vitória seguida do Fluminense - em todos os cinco jogos, Waldo balançou as redes. O Tricolor era o vice-líder, ao lado do America, ambos com 5 pontos perdidos, contra 4 do líder Vasco.

1960: em uma dramática partida de 120 minutos, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Grêmio, no Maracanã, e garantiu sua classificação à semifinal da Taça Brasil. Jair Francisco abriu o placar para o Fluminense aos quatro minutos do primeiro tempo, após assistência de Waldo. O Grêmio conseguiu o empate aos 33 da etapa complementar, quando Mílton tentou driblar Jair Marinho dentro da área, os dois caíram na dividida, e o árbitro Olten Aires de Abreu marcou o pênalti, que Élton converteu. Ao fim do tempo regulamentar, houve uma briga generalizada. O treinador tricolor Zezé Moreira foi expulso, após tentar agredir o árbitro. Após os ânimos se acalmarem, houve a prorrogação de trinta minutos, prevista no regulamento. O empate persistiu, com o goleiro Castilho garantindo a classificação do Fluminense. O empate na prorrogação favorecia o Fluminense, graças ao melhor saldo de gols nos dois primeiros jogos (Grêmio 1 x 0 e Fluminense 4 x 2). Zezé reconheceu que errou e foi ao vestiário de Olten pedir desculpas. Na semifinal da Taça Brasil, o Fluminense enfrentaria o Palmeiras.

1967: em jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Vasco, graças aos gols de Samarone e Rinaldo (de pênalti).

1972: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, o Fluminense ganhou por 3 a 0 do São Paulo, gols de Jair Pereira (dois) e Rubens Galaxe.

1984: em jogo válido pela quarta rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Bangu, no Maracanã. Paulinho Criciúma marcou para o Bangu no primeiro tempo, e Romerito empatou para o Fluminense aos 30 minutos da etapa final. Nas semanas seguintes, o Fluminense se classificaria ao triangular final ao cumprir a melhor campanha geral, e se sagraria campeão vencendo o Vasco (vide 9 de dezembro) e o Flamengo (vide 16 de dezembro).

1992: em partida disputada no Estádio de Laranjeiras, válida pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 3 a 0 do Madureira, gols de Wagner e Ézio (dois, um de pênalti).

2005: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o São Caetano, após estar perdendo por 2 a 0. O centroavante Somália abriu 2 a 0 para os anfitriões, mas o Tricolor reagiu com gols de Marcão e Arouca. Sob o comando técnico de Abel Braga, o Fluminense é "o time que se recusa a perder".

2012: em partida tumultuada, válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, o líder Fluminense perdeu por 3 a 2 para o vice-líder Atlético Mineiro. Os gols saíram todos no segundo tempo: Wellington Nem abriu o placar para o Tricolor aos 10, virou para o Galo aos 23 e aos 36, Fred empatou para o Fluminense aos 40, e Leonardo Silva fez o gol da vitória mineira aos 47. O Tricolor seguia com 69 pontos na tabela de classificação, com 20 vitórias, 9 empates e 3 derrotas, liderando o Brasileirão com seis pontos de folga para o Atlético Mineiro. Apesar do tropeço, o Fluminense estava muito próximo de conquistar o quarto Campeonato Brasileiro de sua história.
A tabela de classificação do Brasileirão 2012 após a 32ª rodada.

2015: na partida de ida da semifinal da Copa do Brasil, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Palmeiras. Marcos Júnior e Gum abriram 2 a 0 para o Tricolor, que conseguia assim um excelente resultado. No entanto, o árbitro Leandro Pedro Vuaden inventou um pênalti para o Palmeiras, quando Zé Roberto fingiu ser derrubado por Gum dentro da área. O próprio Zé Roberto converteu o pênalti em gol, mantendo vivas as chances do Palmeiras no confronto (a volta aconteceria no dia 28 de outubro).

****

Aniversariantes do dia:

Almir dos Santos Lima (1960), ponta-esquerda com 12 atuações pelo time principal do Fluminense, entre as temporadas de 1979 e 1981.

Alcindo Sartori (1967), atacante com 5 gols marcados em 11 partidas pelo Fluminense, na temporada de 1997.

Maurício José da Silveira Júnior (1988), meio-campista revelado pelo Fluminense, com 5 gols em 89 jogos pelo time profissional tricolor, entre 2007 e 2010. O mais bonito de seus gols foi contra o São Paulo, no Campeonato Brasileiro de 2009: um belo chute de curva, de fora da área.

PCFilho

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Efemérides tricolores - 20 de outubro


1901: no campo do São Paulo Athletic Club, em São Paulo, o "Rio Team", liderado pelo pioneiro Oscar Cox, empatou novamente com a Seleção Paulista, desta vez em 0 a 0. As escalações foram as mesmas do jogo da véspera (vide 19 de outubro). Os cariocas regressaram no mesmo dia, de trem, ao Rio de Janeiro. Todos os onze jogadores do "Rio Team" viriam a ser atletas do Fluminense nos anos seguintes.
Foto: os jogadores do "Rio Team", no trem em que regressaram de São Paulo.
(foto tirada por Antonio Campos, propriedade de Afonso Teixeira de Castro)

1935: em jogo válido pelo terceiro turno do Campeonato Carioca, no campo da rua Campos Sales, o Fluminense ganhou por 5 a 1 do Bonsucesso, graças aos gols de Romeu Pellicciari, Hércules (dois, um de pênalti), Sobral e Vicentino.

1940: em partida disputada no Estádio de Laranjeiras, válida pelo returno do Campeonato Carioca, o Fluminense venceu o Bangu por 2 a 0, gols de Hércules e Russo. Com o resultado, o Tricolor seguiu na liderança da competição - conquistaria o título nas semanas seguintes.

1943: em amistoso interestadual, em Piracicaba, o Fluminense ganhou por 4 a 1 da AA Luiz de Queiroz. Os gols tricolores foram de Pablo Invernizzi (no primeiro tempo), Russo, Tim e Maracaí (na etapa complementar). Caruncho marcou o gol dos anfitriões, no segundo tempo.

1945: em partida válida pelo segundo turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 5 a 0 do Bangu, gols de Pinhegas, Simões e Geraldino (três).

1963: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio do Maracanã, o Fluminense venceu o Vasco por 2 a 0, graças a dois gols do ponta-direita Edinho, ambos no segundo tempo da partida.

1968: em partida disputada na Ilha do Retiro, no Recife, válida pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Náutico, gol de Samarone, aos 23 minutos do primeiro tempo.

1976: diante de 44.242 pagantes no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Botafogo de Ribeirão Preto. Zé Mário abriu o placar para os anfitriões aos 9 minutos do segundo tempo, mas a Máquina Tricolor conseguiu o empate graças a um gol de Rivellino, aos 44. O Fluminense caminhava para se classificar à fase semifinal da competição.

1982: no Maracanã, o Fluminense venceu o Volta Redonda por 2 a 1, em jogo do Campeonato Carioca. Os gols tricolores foram marcados por Zezé Gomes (de cabeça, aos 20 do primeiro tempo) e Gilcimar (aos 11 da etapa complementar).

1985: em partida válida pela segunda rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, no Godofredo Cruz, o Fluminense empatou em 0 a 0 com Americano de Campos. Por ter conquistado o primeiro turno (vide 9 de outubro), o Fluminense já estava classificado para o triangular final, no qual conquistaria o tricampeonato estadual, em dezembro.

1991: em jogo disputado na rua Bariri, válido pelo Campeonato Carioca, o Fluminense derrotou o São Cristóvão por 3 a 1. Os gols tricolores foram anotados, na sequência, por Renato (aos 32 do primeiro tempo), Marcelo Barreto (aos 22 do segundo tempo) e Ézio (aos 25).

1995: em partida válida pela Copa Rio de Janeiro, em Figueira de Melo, o time reserva do Fluminense venceu o São Cristóvão por 3 a 1. Os gols tricolores foram de Jorge Luiz (aos 15 do primeiro tempo), Wallace (aos 33) e Arthur (aos 18 da etapa final).

1996: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 3 a 2 do Vasco, após estar perdendo por 1 a 0 e por 2 a 1. Os gols tricolores foram anotados por Paulo Roberto (dois, um de falta e um de pênalti) e Flavinho (de cabeça, aos 36 do segundo tempo).

2002: o Fluminense derrotou o Bahia por 1 a 0, no Estádio do Maracanã, em partida válida pela primeira fase do Campeonato Brasileiro. O gol da vitória tricolor foi marcado pelo centroavante Romário, aos 15 minutos do segundo tempo. O Fluminense seguia na briga por uma vaga nas quartas-de-final da competição.

****

Aniversariantes do dia:

Emílio Ibrahim Silva (1925), meia-atacante que integrou o elenco do Fluminense entre 1948 e 1949. Emílio fez parte do time campeão do Torneio Municipal de 1948 (vide 3 de junho30 de junho). Ao todo, ele marcou 10 gols em 26 jogos pelo Fluminense. Largou a carreira de atleta para se formar em engenharia civil - foi o responsável pela construção da Perimetral (antigo elevado entre a Praça XV e o Gasômetro, implodido em 2014), dentre outros projetos. Completando hoje 92 anos, em ótima saúde, Emílio é o mais velho ex-atleta tricolor vivo.
Emílio Ibrahim em sua época de jogador do Flu.
Emílio Ibrahim em 2017, tietado por dois fãs, em Laranjeiras.
(eu e Alexandre Magno, colaborador especial deste blog).

José Alves Calazans, o Calazans (1934), ponta-direita com 19 gols em 96 jogos pelo Fluminense, entre as temporadas de 1961 e 1964. Calazans era irmão mais novo do zagueiro Zózimo, o ídolo do Bangu, bicampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1958 e 1962.
(observação: há muitas divergências sobre a data de nascimento de Calazans - eu optei pela data que aparece em seu perfil na Revista do Esporte em 1959 - 20 de outubro de 1934)
José Alves Calazans, ponta-direita.

Dari Batista de Oliveira, o Dari (1940), zagueiro revelado pelo Fluminense, com 156 atuações pelo time profissional entre as temporadas de 1957 e 1965. Ele participou da campanha do título do Campeonato Carioca de 1964.
O zagueiro Dari, em Laranjeiras.

Josenildo Caetano da Silva, o Nildo (1975), meio-campista que atuou no Fluminense entre 1997 e 1998, com 5 gols marcados em 48 jogos pelo clube. Seu grande jogo foi o Fla-Flu de 20 de abril de 1997, no qual marcou 2 gols, virando o placar para 3 a 2. Seu irmão mais novo Ciel também jogou no Fluminense, em 2008.
Nildo, herói de um Fla-Flu.

Diogo Antunes de Oliveira (1986), meio-campista com 90 atuações pelo Fluminense, entre as temporadas de 2009 e 2011. Diogo participou do elenco que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2010, jogando 25 das 38 partidas da campanha.
Diogo, campeão brasileiro.

PCFilho

Cartola FC - Dicas da 30ª rodada - 2017


Amigos, os jogos da 30ª rodada do Brasileirão 2017 serão os seguintes, todos válidos para o Cartola FC:
21/10/2017 (sábado)
17:00 - Vasco x Coritiba - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/10/2017 (domingo)
17:00 - Santos x Atlético Goianiense - Vila Belmiro (Santos)
17:00 - São Paulo x Flamengo - Pacaembu (São Paulo)
17:00 - Cruzeiro x Atlético Mineiro - Mineirão (Belo Horizonte)
17:00 - Atlético Paranaense x Sport Recife - Arena da Baixada (Curitiba)
17:00 - Grêmio x Palmeiras - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
17:00 - Bahia x Vitória - Fonte Nova (Salvador)
19:00 - Ponte Preta x Avaí - Moisés Lucarelli (Campinas)
19:00 - Chapecoense x Fluminense - Arena Condá (Chapecó)
23/10/2017 (segunda-feira)
20:00 - Botafogo x Corinthians - Engenhão (Rio de Janeiro)

Para auxiliar na montagem dos seus times, confiram a tabela de classificação atualizada e a tabela de probabilidades.

****

Na última rodada, a escalação sugerida aqui no blog somou 76,44 pontos. Até aqui no Campeonato, as escalações sugeridas acumularam 1411,41 pontos, média de 48,67 pontos por rodada.

Minha sugestão de escalação para esta 30ª rodada, no esquema tático 4-3-3, é a seguinte, com custo total de C$ 157,73:
- Goleiro: Vanderlei (Santos, C$ 22,79);
- Laterais: Jonathan (Atlético Paranaense, C$ 8,17) e Zeca (Santos, C$ 10,19);
- Zagueiros: Lucas Veríssimo (Santos, C$ 7,64) e Reginaldo (Fluminense, C$ 4,82);
- Meias: Gustavo Scarpa (Fluminense, C$ 13,69), Jean Mota (Santos, C$ 7,42) e Hernanes (São Paulo, C$ 18,45);
- Atacantes: Henrique Dourado 🔪 (Fluminense, C$ 22,26), Lucca (Ponte Preta, C$ 19,89) e Ricardo Oliveira (Santos, C$ 11,36);
- Técnico: Levir Culpi (Santos, C$ 11,05).

A escalação está sujeita a alterações até o fechamento do mercado, dependendo das notícias de cada clube. Acompanhem as mudanças aqui no blog!

****

A nossa Liga Jornalheiros tem 569 participantes! A briga pelas primeiras posições segue bastante acirrada! O ranking com os 10 maiores pontuadores da Liga até agora está abaixo. Se você quiser participar da Liga, deve solicitar a entrada clicando aqui.

1º. Palmeiras.Campeao.de.novo (Flávio), 1835,45 pts;
2º. PHLC Team (Henrique Lemes), 1831,17 pts;
3º. Pyongyang Sport FC (Sandro Biggs Silva), 1813,19 pts;
4º. CyKyM4ster FC (Evenny), 1812,62 pts;
5º. Canelas de Aço (Lucy Marinho), 1812,12 pts;
6º. Recifee FC (Rafael Botelho), 1810,07 pts;
7º. AC Galo Ninja (Guto), 1808,63 pts;
8º. Pulpfiction FC (Lionel Klebi), 1803,03 pts;
9º. Dale juvem (Gabriel Ckim Mitoo), 1802,67 pts;
10º. SICHIERI F. C. (FERNANDO), 1798,50 pts.

O mito da Liga Jornalheiros na 29ª rodada foi o time Fiel Maniac's FC, do cartoleiro Danilo, que somou 101,84 pontos! Parabéns!

****

O Jornalheiros é um espaço democrático: os comentários de todos são bem-vindos, lembrando sempre: respeito em primeiro lugar! Sigam as regras do blog, grafem os nomes dos clubes da maneira correta, e tratem bem todos os que interagirem aqui. Boa sorte a todos, e muito obrigado pelo prestígio de sempre ao blog!

PCFilho

PS: para os que também curtem a Loteca, estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com. Ainda há tempo de adquirir o e-book com desconto.

Probabilidades do Brasileirão 2017 após a 29ª rodada



Legenda:
T: probabilidade de o time ser o Campeão Brasileiro de 2017.
G4: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores.
G6: probabilidade de o time de terminar a competição nas seis primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores ou vaga na pré-Libertadores.
G7: probabilidade de o time de terminar a competição nas sete primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores ou vaga na pré-Libertadores, caso um dos 7 primeiros já tenha vaga obtida em outra competição.
SA712: probabilidade de o time terminar a competição entre o 7º e o 12º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana, em caso de G6.
SA813: probabilidade de o time terminar a competição entre o 8º e o 13º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana, em caso de G7.
R: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro últimas posições, sendo rebaixado para a Série B.

Os porcentuais obtidos são resultados de milhares de simulações computacionais, que utilizam modelos probabilísticos baseados exclusivamente nos desempenhos de cada clube ao longo da competição. Os cálculos são do engenheiro Ramón Martins.

Observação I: o Cruzeiro já garantiu sua vaga direta na Copa Libertadores de 2018, ao conquistar a Copa do Brasil. Assim, se o clube mineiro terminar entre os 7 primeiros do Brasileirão, os 7 primeiros colocados da competição garantirão vaga na Copa Libertadores de 2018. Se terminar entre os 5 primeiros, os 5 primeiros colocados da competição garantirão vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2018.

Observação II: também podem conquistar vagas diretas na Copa Libertadores de 2018 por outras competições: o Grêmio, que pode conquistar a Copa Libertadores de 2017; e Fluminense, Flamengo e Sport Recife, que podem conquistar a Copa Sul-Americana de 2017.

PCFilho

Brasileirão 2017 - Classificação após a 29ª rodada



Legenda:
J: jogos disputados;
PG: pontos ganhos;
V: vitórias;
E: empates;
D: derrotas;
GP: gols-pró;
GC: gols-contra;
SG: saldo de gols.

Resultados da 29ª rodada:
18/10/2017 (quarta-feira)
19:30 - Coritiba 1 x 0 Cruzeiro - Couto Pereira (Curitiba)
19:30 - Atlético Goianiense 0 x 1 Vasco - Serra Dourada (Goiânia)
21:00 - Atlético Mineiro 2 x 3 Chapecoense - Independência (Belo Horizonte)
21:45 - Fluminense 3 x 1 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
21:45 - Corinthians 0 x 0 Grêmio - Itaquerão (São Paulo)
21:45 - Avaí 1 x 1 Botafogo - Ressacada (Florianópolis)
19/10/2017 (quinta-feira)
20:00 - Palmeiras 2 x 0 Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
20:00 - Vitória 2 x 3 Atlético Paranaense - Barradão (Salvador)
21:00 - Flamengo 4 x 1 Bahia - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
21:00 - Sport Recife 1 x 1 Santos - Ilha do Retiro (Recife)

Artilharia do Campeonato:
⚽ 16 gols: Henrique Dourado 🔪 (Fluminense);
⚽ 14 gols: Jô (Corinthians);
⚽ 10 gols: Lucca (Ponte Preta), Roger Rodrigues (Botafogo) e André (Sport Recife);
⚽ 8 gols: Fernandinho (Grêmio) e Diego (Flamengo);
⚽ 7 gols: Hernanes (São Paulo), Diego Souza (Sport Recife), Thiago Neves (Cruzeiro), Willian (Palmeiras), Fred (Atlético Mineiro), Tréllez (Vitória) e Neílton (Vitória).

Jogos da 30ª rodada:
21/10/2017 (sábado)
17:00 - Vasco x Coritiba - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/10/2017 (domingo)
17:00 - Santos x Atlético Goianiense - Vila Belmiro (Santos)
17:00 - São Paulo x Flamengo - Pacaembu (São Paulo)
17:00 - Cruzeiro x Atlético Mineiro - Mineirão (Belo Horizonte)
17:00 - Atlético Paranaense x Sport Recife - Arena da Baixada (Curitiba)
17:00 - Grêmio x Palmeiras - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
17:00 - Bahia x Vitória - Fonte Nova (Salvador)
19:00 - Ponte Preta x Avaí - Moisés Lucarelli (Campinas)
19:00 - Chapecoense x Fluminense - Arena Condá (Chapecó)
23/10/2017 (segunda-feira)
20:00 - Botafogo x Corinthians - Engenhão (Rio de Janeiro)

PCFilho

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Efemérides tricolores - 19 de outubro


1901: no campo do São Paulo Athletic Club, em São Paulo, o "Rio Team" empatou com a Seleção Paulista em 2 a 2, gols de Félix Frias e McCulloch para os cariocas no primeiro tempo, e de Alício de Carvalho e Walter Jeffery para os paulistas na segunda etapa. O time carioca formou com os seguintes onze jogadores, todos futuros atletas do Fluminense: Walter Schuback; Mário Frias e Louis da Nóbrega Júnior; Oscar Cox, A. Wright e J. McCulloch; Francis Walter, Horácio da Costa Santos, Eurico de Moraes, Júlio de Moraes e Félix Frias. Os paulistas jogaram com: W. Holland [Internacional]; Belfort Duarte [Mackenzie] e Hans Nobiling [Germânia]; René Vanorden [Internacional], Walter Jeffery [SPAC] e Muss [Germânia]; Ibañez Salles [Paulistano], Herbert Boyes [SPAC], Antonio Casimiro da Costa [Internacional], Charles Miller [SPAC] e Alício de Carvalho [Mackenzie]. Esta foi a primeira partida de futebol entre cariocas e paulistas na história - a segunda seria disputada no dia seguinte (vide 20 de outubro).
Foto: o Rio Team que jogou em São Paulo, em 19 de outubro de 1901.
Em pé: Mário Frias, Walter Schuback e Louis da Nóbrega Júnior.
Agachados: Oscar Cox, A. Wright e J. McCulloch.
Sentados: Francis Walter, Horácio da Costa Santos, Eurico de Moraes, Júlio de Moraes e Félix Frias.

Anotações de Oscar Cox sobre os jogos de 19 e 20 de outubro de 1901.


1902: no primeiro jogo de futebol de sua história, o Fluminense goleou o Rio Football Club por 8 a 0, no campo do Paysandu. A primeira escalação do Fluminense foi a seguinte: Américo Couto; Victor Etchegaray e Mário Frias; Mário Rocha, Oscar Cox e Walter Schuback; Adolpho Simonsen, Eurico de Moraes, Horácio da Costa Santos, Heráclito Vasconcellos e Félix Frias. Os gols da histórica partida inaugural foram de Horácio da Costa Santos (três, dentre eles o primeiro), Adolpho Simonsen, Heráclito Vasconcellos (dois), Félix Frias e Eurico de Moraes. 

1924: na última rodada do Campeonato Carioca, em Campos Sales, o Fluminense, já com o título assegurado, ganhou por 3 a 0 do America, gols de Lagarto, Coelho e Nilo, encerrando com chave de ouro a campanha de campeão, com 12 vitórias, 1 empate e 1 derrota, 54 gols-pró e 19 gols-contra.

1941: em jogo disputado no Estádio de Laranjeiras lotado, válido tanto pelo terceiro turno do Campeonato Carioca quanto pelo Torneio Oscar Cox, o Fluminense derrotou o Flamengo por 4 a 2. Os gols da vitória tricolor foram anotados por Carreiro (dois) e Romeu Pellicciari (dois). O resultado elevou o Fluminense à liderança do Campeonato Carioca, empatado com o próprio Flamengo, ambos com 38 pontos ganhos e 8 perdidos. O próximo encontro entre tricolores e rubro-negros decidiria o Campeonato, na última rodada - seria um dos maiores Fla-Flus de todos os tempos (vide 23 de novembro).

1947: em partida disputada no Estádio de Laranjeiras, válida pelo returno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 3 a 2 do Madureira, após estar perdendo por 2 a 1. Os gols tricolores foram de Orlando Pingo de Ouro (dois) e Rubinho, com Mineiro e Adir marcando os gols do clube suburbano. Este foi o primeiro jogo de Didi no estádio do Fluminense - campo em que ele faria história como atleta tricolor, a partir de 1949.

1952: em jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, no campo da rua Bariri, o Fluminense derrotou o Olaria por 3 a 1, graças aos gols de Didi (de falta) e Orlando Pingo de Ouro (dois).

1957: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Madureira. Os gols tricolores foram assinalados por Escurinho e Róbson, o último aos 45 minutos do segundo tempo.

1960: na partida de volta das quartas-de-final da Taça Brasil, no Estádio de Laranjeiras completamente lotado, o Fluminense venceu o Grêmio por 4 a 2, graças aos gols de Maurinho, Waldo, Jair Francisco e Paulinho Omena (Gessi marcou os dois do Grêmio). Como o clube gaúcho vencera o jogo de ida por 1 a 0 (vide 12 de outubro), a classificação seria decidida em uma terceira partida, dois dias depois, no Maracanã (vide 21 de outubro).

1966: em clássico válido pela nona rodada do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense obteve uma vitória heroica sobre o Vasco, por 2 a 1. O Tricolor abriu 2 a 0, com gols de Amoroso, de pênalti, aos 28, e Lula, aos 37 do primeiro tempo. A situação parecia tranquila - porém, um minuto após o segundo gol, um lance mudou drasticamente a história do jogo: o goleiro tricolor Jorge Vitório foi expulso após dividir a bola com dois atletas do Vasco. O Fluminense, além de ficar com dez homens, teve que improvisar Mário Tilico no gol. No lance seguinte, o Vasco marcou, com Madureira. O treinador Tim então armou uma retranca para tentar evitar que o Vasco chutasse a gol e, com uma garra monumental, os atletas tricolores conseguiram segurar a vitória, nos 52 minutos seguintes. Mário Tilico, vestido com a camisa cinza de goleiro, fazia malabarismos e conseguia impedir o gol do Vasco. Conforme os minutos escoavam, a torcida tricolor se divertia na arquibancada, cantando "ai, ai, ai, está chegando a hora". No dia seguinte à épica vitória tricolor, o Jornal dos Sports escreveu: "Flu vence sem goleiro" - uma injustiça com Mário Tilico, diga-se.

1977: na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, no Raulino de Oliveira, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Volta Redonda, gol de Kléber, aos 30 minutos do segundo tempo.

1980: em partida válida pelo primeiro turno do Campeonato Carioca, no Godofredo Cruz, o Fluminense venceu o Americano de Campos por 1 a 0, gol do centroavante Cláudio Adão. Com oito vitórias, três empates e uma derrota, o Fluminense iniciava a campanha de mais um título estadual do Rio de Janeiro.

2008: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Barradão, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Vitória, graças aos gols de Thiago Silva e Washington "Coração Valente". O triunfo tricolor foi impedido por dois erros grosseiros do árbitro Leandro Pedro Vuaden, que deixou de marcar dois pênaltis, o primeiro quando Washington foi agarrado na área, e o segundo quando o zagueiro Leonardo Silva usou a mão para impedir o gol, já nos acréscimos do segundo tempo.

****

Aniversariantes do dia:

Edmílson Silva Araújo (1934), meio-campista com 22 gols marcados em 191 jogos pelo Fluminense, entre as temporadas de 1959 e 1963. Com a camisa tricolor, conquistou o Campeonato Carioca de 1959 e o Torneio Rio-São Paulo de 1960, sendo titular de um dos melhores times da história do clube.

Gérson Rodrigues Andreotti (1953), meio-campista que integrou o elenco do Fluminense entre as temporadas de 1974 e 1975. Marcou um gol com a camisa tricolor, no amistoso do time reserva contra o Eppingen, da Alemanha Ocidental, em Petrópolis (vide 12 de julho).

PCFilho